commodities

Muitos investidores da bolsa de valores acompanham o preço das commodities diariamente, visto a correlação delas com vários ativos.

Contudo, o preço das commodities é regido pelo livre mercado, obedecendo a lei da oferta e procura e a política monetária mundial.

Tudo que é matéria prima essencial, de baixo nível de industrialização, é chamado de commodity. O preço das commodities estão fortemente relacionados à produtividade mundial, visto que elas são produzidas em grande quantidade, sem diferença entre marcas, e podem ser estocadas sem perda de qualidade.

Segue abaixo alguns exemplos de commodities:

  • Petróleo
  • Trigo
  • Minério de ferro
  • Etanol
  • Café
  • Cobre
  • Entre outros…

Como são fundamentais para as indústrias do mundo inteiro, as commodities têm grande relevância na economia.

São indispensáveis para a sobrevivência humana e o desenvolvimento dos países. Por isso sua negociação e determinação dos preços acontece em escala global.

Dentre as commodities existentes, podemos ranqueá-las em grupos, como segue abaixo:

  • Commodities agrícolas
  • Commodities minerais
  • Commodities de recursos energéticos
  • Commodities financeiras

Commodities e Brasil

O Brasil é um dos maiores produtores de commodities do mundo, principalmente os agrícolas, grupo em que somos destaque.

As commodities são responsáveis por mais de 60% das exportações brasileiras atualmente.

Os tipos mais comuns de commodities produzidos no Brasil são:

  • Soja
  • Trigo
  • Laranja
  • Boi
  • Petróleo
  • Minério de ferro
  • Ouro

O preço das commodities agrícolas sofrem oscilações de acordo com a demanda desses insumos por países parceiros. Países que praticam comércio conosco.

O meio mais acessível para se comercializar commodities, sem ter que as produzir, é através da bolsa de valores.

Portanto, nesse ambiente, é possível comprar e vender contratos de mercado futuro, balizados nos preços das commodities físicas no futuro.

Essa negociação é feita sem qualquer transferência física dos produtos.

Como é formado o preço das commodities?

Diversas variáveis influenciam no cálculo dos preços dos produtos básicos produzidos no Brasil.

A princípio, são considerados o valor do prêmio de exportação e os custos, que incluem gastos com a logística, custos de produção e tarifas portuárias.

Entretanto, a principal referência da bolsa para formulação dos preços é a bolsa de Chicago, nos EUA.

Lá é aonde se concentra o mais alto grau de negociação de compra e venda de produtos agrícolas dos outros países produtores e exportadores.

O Brasil está cada vez mais dependente das commodities

Um relatório da Conferência das Nações Unidas sore Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) revelou que a exportação de commodities subiu de 5,6% para 6,5% do PIB entre 2012 e 2017.

Isso mostra que a economia do nosso país é escrava dos preços praticados na comercialização das commodities no mundo afora.

Entretanto, o Brasil ainda foi o país menos dependente das commodities da América do Sul no ano de 2017.

Preço das commodities comparativo

O grupo de commodity que tem mais peso na economia brasileira são os agrícolas, seguido por recursos energéticos, minerais e financeiros.Preço das commodities gráfico pizza

Conclusão

A cotação das commodities é obtida através da lei da oferta e demanda.

Por isso, o Brasil, que é um dependente desse tipo de produto pouco industrializado, tem sua economia interna influenciada fortemente pelo preço das commodities.

Compartilhe a sua opinião

Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.