Hoje se iniciam as vendas do Curso Online Investindo em Dividendos. Para acessá-lo basta clicar aqui

Em entrevista recente o Luiz Barsi afirmou que não conhece ninguém que ganhou dinheiro com fundos, incluindo imobiliários. Eu discordo, e vou mostrar evidências aqui.

Eu já conversei com o Barsi diversas vezes a respeito de fundos imobiliários. E eu não consigo convencer ele, e nem ele me convencer.

Mas eu entendo o Barsi. Ele tem 50 anos investindo em ações, e a única vez que ele investiu em fundo imobiliário foi a pedido do gerente do banco, e o fundo foi um fracasso. Então ele teve uma experiência ruim. E é difícil mudar de ideia após uma experiência negativa. Ainda mais após 50 anos investindo com sucesso em ações.

E qual a minha posição?

Eu gosto de tomar decisões baseadas em evidências. E o que as evidências indicam?

Primeiramente, o IFIX supera todos os índices de ações, inclusive o Ibovespa desde sua criação em 2011. Como podemos ver no gráfico abaixo, a linha em azul (IFIX) apresenta um desempenho superior ao IBOVESPA.

Alguém pode argumentar que fazer uma analise somente desde 2011, não representa a realidade de longo prazo, e eu tendo a concordar.

Vamos analisar o desempenho dos dez fundos mais antigos e comparar com o Ibovespa.

FII Europar x Ibovespa:

FII Panamby x Ibovespa:

FII Riob RC x Ibovespa:

FII Abc Imob x Ibovespa:

FII S F Lima x Ibovespa:

FII BB Progressivo x Ibovespa:

FII Almirante x Ibovespa:

FII Torre Al x Ibovespa:

FII Torre Norte x Ibovespa:

FII Criança x Ibovespa:

Portanto, dos dez fundos mais antigos, nove deles superaram o Ibovespa e apenas um perdeu em desempenho para o Ibovespa. Isso não é uma garantia de resultado futuro, mas mostra que foi possível ter uma rentabilidade excelente com fundos imobiliários.

Um dos melhores fundos desta amostra, o ABC Plaza, apresentou rentabilidade superior a da Ambev no período, sendo a cervejaria uma das empresas de maior sucesso do Brasil.

O que eu busco aqui, não é dizer que fundos imobiliários são piores ou melhores que ações. Eu acredito que eles são complementares e que ambos cabem na carteira do investidor.

Por que eu invisto em fundos imobiliários?

Pois eu tomo decisões baseadas em evidências.

E quando eu vejo evidências como estas expostas acima eu estou convencido que fundos imobiliários devem fazer parte do portfólio de um investidor focado no longo prazo.

Reparem que eu nem mencionei outros benefícios, como a menor volatilidade e os dividendos mensais, que são fatores que adicionam atratividades.

Se você se interessa por dividendos, que é um dos grandes atrativos dos fundos imobiliários, eu te convido para participar da nova turma do Curso Online Investindo em Dividendos: clique aqui.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.