plataforma PUMA
Por: Tiago Reis

PUMA Trading System: como funciona a plataforma PUMA da B3?

Com a advento da tecnologia, as operações no mercado financeiro estão ficando cada vez mais rápidas e informatizadas. Mas para isso acontecer, são utilizados sistemas de negociação robustos e com grande capacidade de processamento. No Brasil, grande parte das operações funcionam em um desses sistemas: a plataforma PUMA.

A plataforma PUMA é uma evolução do antigo sistema eletrônico que a BM&FBovespa utilizava anteriormente. Com essa atualização, as transações de compra e venda de ativos passaram a ser realizadas de forma mais fluída, dinâmica e com um tempo de resposta menor.

O que é o PUMA Trading System?

O PUMA Trading System, também conhecido como Plataforma PUMA (Plataforma Unificada Multiativos), é o sistema eletrônico de negociação de ativos financeiros utilizada pela BM&FBovespa (atual B3) e desenvolvida em conjunto com o CME Group.

A CME Group é a controladora da Bolsa de Chicago, é a maior bolsa do mercado de opção e contratos futuros do mundo. Essa migração de plataforma é um marco tecnológico para o mercado brasileiro de investimentos.

Desde de 2013 a B3 passou a usar a plataforma PUMA para fazer as negociações. Antes de passar a ser o sistema da Bovespa, a plataforma foi testada por dois anos. Com a mudança, a agilidade das operações aumentou. Além disso, a plataforma apresenta mais segurança para os investidores.

Origem do sistema PUMA

O Sistema PUMA foi a plataforma feita para substituir quatro antigos sistemas. Eles ficaram na B3 desde a fusão da BM&F  e da Bovespa que ocorreu em 2008. Já o Global Trading System , da antiga BM&F, era utilizado para a negociação de derivativos.

Além desse, ainda havia o Mega Bolsa, utilizado na Bovespa para a negociação das ações e no mercado de opção. Um outro sistema era o Bovespa Fix que foi usado para renda fixa. E por último, o Sisbex que foi usado pela instituição para títulos públicos.

O cronograma inicial para migração das plataformas não foi cumprido, o primeiro prazo era em 2012. Só um ano depois, se começou a transferência da plataforma Mega Bolsa para o sistema PUMA. Isso porque os planos da BM&FBovespa eram agregar todas as negociações em uma única plataforma era essencial.

Implementação da plataforma PUMA

plataforma PUMA

Com a plataforma PUMA todos os investidores usam um único sistema e concentram todas os dados em um único lugar. Antes, eram quatro sistemas diferentes que tinha um tempo de resposta maior, isso porque os dados precisavam atender quatro plataformas diferentes.

A transferência dos ativos para plataforma foram feita em etapas. Sendo as primeiras negociações feitas na PUMA foram títulos imobiliários. Em março de 2013, a BM&FBovespa terminou de colocar todos os papéis disponível na plataforma.

Vantagens do PUMA Trading System

Uma das principais melhorias apresentadas pelo sistema é o tempo de resposta. Como todos os investidores usam uma única plataforma, há uma concentração das atividades. Além disso, o próprio sistema se tornou mais rápido,. Assim, diminui a latência, tempo de resposta de uma operação.

Outro ponto positivo é a concentração de informações. Como todos os dados estão centralizados na plataforma PUMA há uma maior segurança e controle por parte da BM&FBovespa. Além disso, reunião de todos os dados num sistema permite um maior controle e segurança para quem investe na B3.

A migração para a Plataforma PUMA, unificando todos os sistemas, pode ajudar a atrair ainda mais investimentos. Se você quer aprender a investir e não sabe como, leia o nosso E-book gratuito para investidores iniciantes.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

329 artigos
Ações

FIIs

50 artigos
FIIs

Clube Exclusivo Suno

Small Caps

Pequenas em capitlização, gigantes em potencial.

Conheça o Clube Suno Small Caps e receba recomendações das melhores Small Caps para você investir na Bolsa de Valores.