plano de negócios
Por: Tiago Reis

Plano de negócios para manter a saúde da empresa

Antes de alugar um espaço e abrir um negócio, é importante elaborar um plano de negócios. Esse recurso pode ser útil até para novos investimentos.

Com um plano de negócios sólido e coerente, há muito mais chances de o empreendedor obter sucesso em sua empreitada.

O plano de negócios é um levantamento focado nas necessidades que o empreendimento terá, os custos envolvidos e uma estimativa de retorno financeiro. Desta forma, é mais fácil visualizar se o negócio é viável ou não. Além disso, é possível identificar, logo no início, pontos que precisam ser adaptados para tornar o trabalho mais eficiente ou barato. Isso sem perda da qualidade.

O que considerar em um plano de negócios

plano de negócios

A elaboração do plano de negócios deve levar em conta uma série de aspectos, como:

  • Localização
  • Concorrência
  • Demanda
  • Custos básicos do negócio
  • Logística
  • Capitação de recursos

Analisando ponto a ponto, ficará claro o que considerar na elaboração do plano de negócios.

Uma localização ruim pode arruinar um bom negócio. Uma loja de grife, com preços altos, em uma comunidade carente dificilmente terá boas vendas.

O mesmo ocorre com uma empresa de Tecnologia da Informação em uma comunidade rural, com acesso escasso à internet.

Pensando em concorrência, é preciso saber com qual empreendimento o novo negócio disputará clientes.

Além disso, é necessário pensar em qual será o diferencial deste novo empreendimento. Especialmente se comparado aos seus iguais.

Pode ser o preço, os produtos exclusivos ou o atendimento diferenciado, por exemplo.

Mas outro ponto a se considerar é se o público tem interesse no seu produto ou serviço.

Ao procurar cases de sucesso, é comum encontrar aqueles que resolvem problemas como os de melhor resultado. Por isso, talvez esta seja uma dica a se considerar.

Os custos básicos do negócio, por sua vez, são: aluguel, água, luz, internet, equipamentos, custo de produção e pessoal.

Aliás, isto vale tanto para comerciantes quanto para prestadores de serviços.

A logística é a forma como o produto será entregue, em casos de e-commerce. Ou ainda como atender a clientes de outros estados, em caso de prestação de serviços.

Ao levantar tudo o que será preciso ter para fazer o negócio funcionar, será a hora de pensar em como obter o dinheiro necessário.

É possível vender bens pertencentes aos sócios. Também dá para utilizar os recursos guardados para este fim ao longo dos anos.

Ou ainda buscar investidores que apostem na sua ideia, algo comumente feito pelas startups. Portanto, o importante é conseguir os recursos.

Entretanto, os empréstimos nem sempre são uma boa opção neste caso. Até porque não é fácil já começar um negócio com dívidas.

Então, o ideal é obter recursos sem juros a serem pagos por isto.

Plano de negócios e a necessidade de administrar

plano de negócios

A falta de gestão é dos principais pontos que levam empresas à falência no Brasil. Especialmente as micro e pequenas.

Isso porque o empreendedor tende a focar seus esforços e energia na atividade-fim do negócio.

Só que, sem uma boa gestão, o empreendimento não terá sucesso. Por mais revolucionário que seja o produto ou serviço oferecido.

É importante entender isso ao fazer seu plano de negócios.

Isso porque este futuro empresário deverá ter em mente a necessidade de entender ao menos o básico da Administração e da Contabilidade.

Por isso, nem sempre será possível se dedicar somente ao produto ou serviço.

Ainda que o negócio seja baseado em uma sociedade, na qual um administra e o outro cria.

O criativo precisará saber o que acontece com a empresa. Assim como o administrador precisará entender como o seu produto é feito.

Porém, existe no mercado uma série de cursos voltados ao empreendedorismo. Há tanto opções gratuitas, quanto versões pagas.

Estas capacitações são oportunidades interessantes para quem deseja começar o próprio negócio da maneira certa.

Então, vale a pena acrescentar estes eventuais gastos com capacitações no plano de negócios do empreendimento.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

202 artigos
Ações

FIIs

51 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Invista Como
Warren Bufeett

Aprenda a usar a estratégia do Value Investing, usada pelo maior investidor do mundo!

Série Guia Suno

3 Livros pelo preço de 1

Aprenda tudo que você precisa saber para começar a investir com a série didática de livros Guia Suno