Acesso Rápido

    Plano Cruzado: o que foi e qual era o objetivo desse plano econômico?

    Plano Cruzado: o que foi e qual era o objetivo desse plano econômico?

    No passado, em épocas de descontrole da inflação, era comum que os governos propossem e implementassem vários planos como solução. Foi exatamente isso que aconteceu em 1986 com o lançamento do Plano Cruzado.

    O Plano Cruzado surgiu como uma solução para a situação econômica que o Brasil se encontrava nos anos 80.

    O que foi o Plano Cruzado?

    O Plano Cruzado foi uma conjunto de políticas econômicas lançadas no ano de 1986 pelo governo brasileiro que, na época, era liderado pelo presidente José Sarney.

    Esse conjunto de medidas também ficou conhecido na história como o Plano Sarney, liderado pelo próprio presidente, juntamente com seu ministro da fazenda, Dílson Funaro.

    Guia de Economia para Investidores

    Confira os principais conceitos econômicos e aprenda como a economia pode influenciar seus investimentos com o nosso ebook gratuito de Economia para Investidores!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Um dos maiores problemas do Brasil no início dos anos 80 era o descontrole inflacionário, que chegou a registrar 230% ao ano entre os anos de 1983 à 1985.

    Assim, como essa inflação era inercial e, consequentemente, pequenas medidas não tinham efeito de longo prazo na inflação, se via a necessidade de grandes mudanças econômicas, inclusive, até mesmo, a possibilidade de adoção de uma nova moeda.

    Portanto, foi nesse contexto que o governo decidiu estudar e implementar um novo plano econômico, que ficou historicamente marcado como o plano cruzado.

    Qual era o objetivo do Plano Cruzado?

    O Plano Cruzado foi instituído como um plano econômico de combate a inflação.

    Portanto, é inegável que o grande objetivo do Plano Cruzado era reduzir e estabilizar a inflação para um patamar sustentável para a economia brasileira.

    Como muitos se lembram ou ouviram falar, por conta da altíssima inflação, os preços dos produtos nos supermercados, por exemplo, de um dia para ao outro mudavam significativamente.

    Esse aumento drástico diário de preços não era interessante para maioria dos empresários e, principalmente, para os consumidores.

    Quais medidas foram implementadas?

    Nesse contexto, é importante entender quais foram as principais medidas introduzidas para combater o descontrole inflacionário.

    Sem dúvidas, uma das principais marcas do plano foi o congelamento dos preços, medida essa que, inclusive, era fortemente contraindicada pelo FMI (Fundo Monetário Internacional).

    Preços de alimentos, produtos variados e serviços foram tabelados pelo governo para impedir o aumento constante nos preços.

    Além do congelamento de preços, outras medidas também foram introduzidas pelo Plano Cruzado, como:

    Por que o Plano Cruzado falhou?

    Devido ao congelamento de preços, o resultado dos primeiros meses após o Plano Cruzado foi de redução significativa da inflação.

    No entanto, indubitavelmente, o congelamento de preços era insustentável, sobretudo para os produtores e empresários.

    Com os produtores e empresários eram proibidos de reajustar seus preços, a produção de vários produtos e serviços foi inviabilizada, o que gerou um grande problema de escassez na economia.

    Além disso, o governo não havia implementado nenhuma grande medida que ajustasse os gastos públicos, o que contribuía com o problema inflacionário e a insustentabilidade econômica do país.

    Como funcionou o Plano Cruzado 2?

    Após a constatação do Plano Cruzado e o entendimento da necessidade de um novo planejamento econômico, o governo decidiu implementar o Plano Cruzado 2.

    Assim, as principais medidas do Cruzado 2 foram:

    • Congelamento parcial de preços;
    • Alteração do cálculo da inflação, considerando famílias com renda de até 5 salários mínimos;
    • Aumento da carga fiscal no país;
    • Reindexação da economia.

    Apesar de apresentar algumas diferenças em relação ao cruzado 1, a nova proposta não foi eficiente para estabilizar a inflação no país, assim como não conseguiu estabilizar a economia brasileira.

    Por isso, os anos 80 são conhecidos como os anos perdidos da economia brasileira. Iniciou-se com grandes problemas de descontrole inflacionário e foi finalizado sem o surgimento de um plano que conseguisse, de fato, reajustar a economia brasileira.

    Esse artigo te ajudou a entender o que foi o Plano Cruzado? Deixe dúvidas comentários no espaço abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *