Acesso Rápido

    Perfil moderado: saiba o que é e quais investimentos se adequam

    Perfil moderado: saiba o que é e quais investimentos se adequam

    Um dos primeiros passos para quem decidiu começar a investir é saber qual é o seu nível de tolerância para riscos. Esta análise pode resultar em um dos três tipos de investidores: perfil conservador, perfil moderado ou perfil agressivo.

    Para isso, é preciso considerar uma série de dados, que vão desde a personalidade do investidor até a sua experiência com o mercado financeiro. Assim, quem se considera conservador pode, na realidade, se descobrir dentro do perfil moderado.

    O que é um investidor de perfil moderado?

    Perfil moderado é caracterizado por investidores que não abrem mão de segurança nas suas aplicações, mas que estão dispostos a correr alguns riscos para melhorar a sua rentabilidade.

    Logo, ele fica entre o conservador e o agressivo, sendo moderado por não estar tão avesso a riscos, mas mantendo a cautela para não sofrer prejuízos desnecessários.

    Este perfil de investidor ainda não tem interesse em ter uma grande parcela em renda variável mas também entende que a renda fixa pode não potenciar os ganhos no longo prazo.

    E-book: Investir em Fundos de Investimento

    Baixe gratuitamente nosso ebook aprenda como escolher e investir nos melhores Fundos de Investimento do mercado.

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Aplicações para investidores com perfil moderado

    Quem se encaixa no perfil moderado de investidor pode focar em investimentos recomendados para as características do seu perfil.

    Afinal, as aplicações voltadas ao perfil conservador tendem a render menos do que o desejado enquanto as indicadas para o perfil agressivo implicam em riscos que o moderado não está disposto a correr.

    Até porque, para ele, a conservação de patrimônio é algo bastante importante. Por isso, o ideal é procurar o que se adeque às expectativas do seu perfil de investidor.

    O recomendado nestes casos é montar uma carteira de investimentos equilibrada entre renda fixa e renda variável, que, por ser diversificada, minimiza o risco de grandes perdas.

    Logo, o investimento é feito em seguimentos diferentes, o que evita um grande prejuízo caso algum deles não tenha um bom desempenho. Vale ressaltar que é possível adotar uma postura mais conservadora mesmo investindo em renda variável.

    Isso não significa que ele precise abrir mão da segurança da renda fixa. Apenas que também pode ter papéis que costumam ser menos voláteis na Renda Variável como Fundos Imobiliários, ações blue chips e até alguns ETFs. 

    Como este investidor não tem tantos problemas em deixar seu dinheiro em uma aplicação de renda fixa  por mais tempo.

    Assim, a carteira de investimento moderada pode optar por investimentos pós-fixados e acompanhar a taxa de retorno das suas aplicações conforme o tempo passar.

    Quem ainda não sabe se se enquadra no perfil conservador, moderado ou agressivo pode descobrir ao se cadastrar em uma corretora de investimentos. Isso porque ela aplicará uma espécie de teste para descobrir essa informação. Esse teste é conhecido no mercado financeiro como teste de suitability.

    E quem deseja ir além dos perfis de investidores pode conhecer as cinco amostras gratuitas da Suno Research, que permite ao investidor iniciante conhecer melhor este mercado, sem ter custos.

    Se você quer saber mais sobre o perfil moderado ou já teve experiências interessantes com este tipo de carteira, conte nos comentários!

    Gabriela Mosmann
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *