Perfil de risco
Por: Tiago Reis

Perfil de risco: saiba que tipo de investidor você é

Antes de entrar de vez no mundo dos investimentos, identifique qual é o seu perfil de risco. Ou, então, de sua empresa.

A partir do delineamento do seu perfil de risco, você poderá saber quais os investimentos mais indicados para atingir os melhores resultados, dentro de seus objetivos.

O perfil de risco define, basicamente, a tolerância ao risco. Existem três tipos de perfil de risco do investidor: seguro, moderado e arrojado. Entretanto, alguns classifiquem tais perfis apenas como seguro (conservador) e arrojado (agressivo).

O termo também é conhecido por suitability. Corretoras e bancos são obrigados a fazer o teste de perfil de risco com os investidores antes de autorizarem que este inicie seus investimentos em renda variável.

Por que é importante conhecer seu perfil de risco

Perfil de risco

Como já mencionado, conhecer seu perfil de risco permite que você saiba quais são os investimentos mais apropriados. Também lhe mostra o capital disponível para investir, os objetivos possíveis de serem atingidos e o período de investimento.

Esses perfis são baseados, é claro, na personalidade de cada pessoa – ou nas características e objetivos de cada empresa investidora. Mas existem outros aspectos a serem considerados pelo investidor ao delimitá-lo, como:

  • Metas;
  • Recursos financeiros disponíveis;
  • Tempo do investimento;
  • Preferências pessoais.

O ideal é que você conheça todos os perfis de risco suas particularidades. Com o tempo, você pode passar de investidor conservador a arrojado e vice-versa.

Vamos conhecer melhor cada um deles? Veja em qual você se enquadra, caso ainda não saiba, e aproveite para rever seus investimentos.

Perfis de investidores

  1. Perfil de risco seguro: o perfil de risco seguro ou conservador é aquele que valoriza a segurança do investimento. Quanto menos riscos de perda, melhor, e se o risco for zero, perfeito. O negociador com perfil de risco seguro geralmente investe seu capital em renda fixa. Às vezes, uma pequena quantidade em renda variável. A tolerância ao risco deste investidor mais discreto é baixa ou inexistente, e ele prefere rentabilidades baixas a não ter garantias de retorno.
  2. Perfil de risco moderado: este perfil moderado é o meio-termo: nem conservador, nem arrojado. Este investidor ainda pensa muito na segurança ao investir, mas sua tolerância ao risco é baixa. Quanto menos riscos de perder capital, melhor, mas sua carteira de investimentos é mais diversificada que a do risco seguro, com uma mescla de investimentos de rendas fixa e variável;
  3. Perfil de risco arrojado: o perfil de risco arrojado ou agressivo é, como explicita o termo, para os ousados. Tal perfil se dispõe a assumir riscos em diferentes graus, o que significa a possibilidade de perder grandes volumes de capital. No entanto, o investidor que tem este perfil apresenta alta tolerância a intempéries financeiras, como situações inesperadas de valorização e desvalorização em curto período. É aconselhável que o investidor conte com alguma experiência no ramo de investimentos ao atuar de acordo com o perfil arrojado, já que precisa conhecer o máximo possível o mercado, além de suas próprias possibilidades como negociador – embora isso não evite alguns dos grandes riscos a serem enfrentados.

No Brasil, um exemplo de investimento de alto risco que vem ganhando espaço é o Peer-to-Peer Lending, espécie de empréstimo coletivo em que pessoas investem em outras pessoas, sem taxas exorbitantes de instituições financeiras. Essa modalidade tem favorecido o empreendedorismo no país, mas não é indicada para investidores que buscam segurança.

Além do perfil de risco, não deixe de considerar todos os fatores que citamos neste artigo, e outros, relativos à sua situação pessoal ou à de sua empresa: juntos, esses requisitos delimitam os melhores investimentos nos momentos apropriados.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

206 artigos
Ações

FIIs

53 artigos
FIIs

GARANTA ACESSO AOS DESCONTOS EXCLUSIVOS DA CYBERWEEK

não perca tempo! As ofertas terminam em:

DIAS
 HOR
 MIN
 SEG

CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO PARA ACESSAR AS OFERTAS: