Por: Tiago Reis

Payback descontado: saiba como funciona esse indicador de retorno

Dentre os cálculos mais utilizados pelos investidores para analisar a viabilidade de um investimento, estão o payback descontado e o payback simples. Ambos são ferramentas importantes para medir o desempenho dos investimentos.

Os conceitos de payback descontado funcionam em conjunto com o payback simples. Entrtanto, existem substanciais diferenças entre o payback simples e o descontado no cálculo de retorno.

O que é payback?

O payback é o período no qual o retorno de investimento em um projeto demorará para voltar ao investidor ou empresário. Como falamos, existem dois tipos de payback: o payback simples e o payback descontado.

No caso do payback descontado, ele seria o tempo de recuperação do investimento descontando os fluxos de caixas.

Valuation e precificação de ativos

O objetivo dos dois é avaliar os investimentos, entrando assim no processo da análise de viabilidade ou análise de investimentos.

Assim, calcular o payback entre dois projetos servirá como um indicador para as decisões no mercado. A comparação de dois projetos servirá sempre como horizonte, afim de acompanhar o tempo de retorno.

Diferenças entre payback simples e payback descontado

A diferença entre payback simples e payback descontado é que o primeiro não considera o valor do capital investido no tempo.

Por isso, quando calculamos o payback sem considerar o valor do dinheiro durante os anos, estamos fazendo o cálculo do payback simples. No cálculo de payback descontado será empregada a taxa de juros junto a fórmula.

Vantagens de utilizar o payback descontado

Dentre as principais vantagens está a simplicidade da fórmula do payback descontado e sua compreensão. Se comparado com outros indicadores da análise de viabilidade, como a Taxa Interna de Retorno (TIR) e o Valor Presente Líquido, serão necessários conhecimentos aprofundados em finanças e contabilidade.

Outra vantagem é que o payback descontado é uma ferramenta que utilizará a taxa de juros composta sobre o fluxo de caixa.

Aprenda como analisar uma ação

Desvantagens do Payback descontado

Por outro lado, para utilizar o payback descontado, é preciso ter confiabilidade dos dados. Principalmente no controle do fluxo de caixa dos projetos. Outro fator negativo são as alterações inesperadas no resultado final. Assim como qualquer outro indicador do mercado, ele sofrerá influências macroeconômicas.

Como calcular o payback?

Para calcular o payback, e preciso estabelecer o valor do fluxo de caixa do projeto, investimento inicial e fluxos operacionais do caixa. Posteriormente, precisamos também da taxa de desconto para aplicar sobre os fluxos.

A taxa de desconto deve ser informada pela empresa. Ou seja, é o próprio cálculo de custo médio. Se o empreender ou investidor ainda for pessoa física poderá avaliar a taxa de juros através das instituições bancárias. Como exemplo: taxas das poupanças.

Por fim, estabelecida a taxa de juros, aplicaremos o desconto sobre os fluxos para o período zerar ou data zero. Ou seja, estaremos calculando os valores presentes dos fluxos através da fórmula de juros compostos.

Como calcular o payback descontado?

Já para calcular o payback descontado, o processo é o mesmo, mas trazendo os fluxos para a data zero.

Como exemplo, suponhamos que o=uma empresa terá o investimento inicial de 10.000 mil reais no projeto X. E o retorno esperado é de 2.000 mil reais por ano, para 4 anos de investimentos.

Invista como Warren Buffett

O primeiro passo antes de chegar ao desconto de fluxo. É estabelecer os dados dos fluxos, como na tabela abaixo:

ANOFLUXO
0-10.000
12.000
22.000
32.000
42.000

No primeiro momento, temos o fluxo negativo, pois foi investido 10.000 mil reais. Depois nos anos seguintes teremos saldos positivos, que são o retorno do investimento para os próximos 4 anos. Sendo assim, calculamos o payback simples:

  • Retorno do Projeto = Investimento inicial / fluxos anuais

Logo, temos que:

  • 10.000/2.000 = 6 anos

Nesse exemplo, teremos o retorno do investimento inicial, somente para daqui 6 anos.  Para calcular o descontado, precisamos trazer os fluxos para data zero. É preciso da taxa de desconto, nesse exemplo utilizaremos a taxa de 10% ao ano.

Como fazer o cálculo do juros compostos?

Calcular os juros compostos é muito simples: basta utilizemos a fórmula de juros compostos para encontrar o valor presente.

A fórmula de juros compostos é:

  • FV = PV x (1 + i) n

Sendo que:

  • FV = valor futuro
  • PV = valor descontado
  • i = taxa de desconto
  • n = número de períodos
10 livros que todo investidor deveria ler

Porém, a equação precisa de ajustes para encontrarmos o PV: o valor descontado. Logo, o cálculo ficará assim com a adequação:

  • PV = FV/(1 + i) n

Com isso, o PV calculado para 1 ano será:

PV = 2.000/(1 + 0,10)¹ = 1818,18

Ou seja, valor do cálculo de payback descontado para o primeiro ano nesse exemplo é 1818,18 reais. E assim a fórmula seguirá. Para calcular o payback descontado para os próximos anos, trocaremos somente o período elevado.

Portanto sabemos o valor descontado ao longo dos anos. A tabela ficará:

ANOFLUXOFLUXO DESCONTADO
0-10.000-10.0000
12.0001818,18
22.0001652,89
32.0001502,62
42.0001366,02

Esperamos que o processo de cálculo e demais características do payback descontado tenham ficado claras para você. Se restou alguma dúvida sobre o tema, compartilhe conosco a sua pergunta ou pensamento nos comentários abaixo.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

2 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Antônio 28 de novembro de 2019

    Bom dia, top a explicação.

    Minha dúvida.
    As amortização , é considerado o reinvestimento ?

    Responder
    • Suno Research 28 de novembro de 2019

      Boa tarde, amortização não é considerado reinvestimento. Muitas vezes é uma despesa que impacta os lucros.

      Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

207 artigos
Ações

FIIs

53 artigos
FIIs

Minicurso Gratuito

Aprenda
Valuation

Aprenda as principais técnicas de Valuation e Precificação de ativos para investidores

%d blogueiros gostam disto: