Ordem limitada
Por: Tiago Reis

Ordem limitada: descubra o que é e como funciona

Existem vários tipos de ordem para operar na Bolsa de Valores, e uma delas é a ordem limitada.

O que é Ordem Limitada?

Na ordem limitada, o investidor define o limite de preço a fim de que a ordem seja executada. Ela é enviada à Bolsa e permanece em espera, até que ocorra de fato a execução.

Portanto, a ordem limitada é para negociar ações, sendo um dos tipos de ordem para comprar ou vender papéis na B3. Outras ordens de compra e venda são ordem a mercado, ordem stop e ordem stop limitada.

Como funciona a ordem limitada

Ordem limitada

Esta ordem permite que se controle o preço da execução. Isso porque o negociador define um limite de preço para a ordem ser executada.

Na venda desta ordem há um valor mínimo que é o limite, e, na compra, um valor máximo.

A ordem limitada na negociação de ações é geralmente usada investidores que operam no módulo Swing Trade, e preferem aguardar para comprar um ativo mediante um preço menor que o valor de mercado, ou vender a um preço maior. Deve-se atentar para a data de validade da ordem.

Enfim, esta ordem pode ser executada somente no preço escolhido ou por um preço melhor.

A ordem limitada:

  • Não dá garantia de que seja executada, pois o ativo pode não atingir o limite definido ou, no caso de atingi-lo, pode haver ordens de outros investidores com o mesmo preço limite antes da sua;
  • É executada por um preço igual ou melhor que o definido. Se o investidor colocar uma ordem de compra limitada por R$ 10, e existir um vendedor a R$ 9, a ordem executada vai ser a de R$ 9. Se for colocada uma ordem de R$ 9 para venda, e houver vendedor a R$ 10, a ordem de R$ 10 vai ser executada.

Como já mencionado, há outros tipos de ordem na Bolsa. Vamos ver como funcionam.

Outros tipos de ordem de compra e venda

A ordem limitada atua no mercado de ações junto a outros tipos de ordem de compra e venda:

  1. Ordem a mercado: esta ordem é executada no preço oferecido pela contraparte, sendo que o investidor não determina preço limite para a execução. Na operação de compra, a ordem é executada no preço do melhor vendedor. Na venda, no preço do melhor comprador. O sistema define um preço limite, que variará 5% sobre a última cotação do papel. Na compra, o preço limite vai ser fixado com uma variação 5% superior ao da última cotação, e na venda, 5% inferior ao valor da última cotação;
  2. Ordem stop: ordem enviada à Bolsa apenas quando a cotação do papel chega ao valor stop ou passa dele; o valor stop corresponde ao valor limite que foi estipulado pelo investidor, e limita prejuízos nas ordens de venda;
  3. Ordem stop limitada: tem o mesmo conceito da ordem stop. Mas o investidor precisa definir, além do valor stop, o preço limite. O negócio tem mais chances de ser realizado em comparação com a ordem stop. E pode ser executado logo após o disparo do stop.

Resumindo, a ordem limitada é uma instrução para enviar o pedido de compra e venda para a Bolsa, assim como há outros tipos de instrução.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

202 artigos
Ações

FIIs

51 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Invista Como
Warren Bufeett

Aprenda a usar a estratégia do Value Investing, usada pelo maior investidor do mundo!

Série Guia Suno

3 Livros pelo preço de 1

Aprenda tudo que você precisa saber para começar a investir com a série didática de livros Guia Suno