Reflexões

O Começo – Depoimento de um assinante Suno Research

By 27 de novembro de 2018 No Comments

O Texto abaixo é de autoria do assinante Gustavo.


Olá, sou Gustavo, tenho 32 anos, sou casado e tenho dois filhos.

Até aí tudo bem comum. Assim como outros tantos milhões de brasileiros, era um orgulhoso detentor de uma das 62,6 milhões de contas poupança e de uma outra de previdência privada. Sendo que ambas foram abertas em janeiro de 2016. Eu acreditava que desta forma estaria investindo bem e pavimentando um futuro tranquilo para minha família.

Mas eis que, no final do mesmo ano, eu fiz uma avaliação das minhas finanças e descobri algo interessante (e preocupante): praticamente, todo o dinheiro que possuía investido vinha dos meus próprios aportes. Não me entenda mal. Eu não era inocente de achar que o dinheiro se multiplicaria em um ano como os coelhos o fazem, mas pelo menos a inflação deveria ser superada, certo? No meu caso nem isso!

Logo tratei de entrar na internet e procurar alternativas que fossem tão seguras quanto as que eu tinha escolhido, mas que me entregassem mais frutos, ou pelo menos algum fruto. Em um par de cliques, fui parar no site do tesouro direto onde encontrei as garantias de segurança que esperava. Mas e o rendi ento?

Percebi cedo que a tarefa de investir melhor exigiria estudo, afinal de contas, começaram a pular na minha tela uma verdadeira sopa de letras: LFT, NTN-B, pré-fixado, indexado ao IPCA e por aí vai. Qual escolher? Escolheria mais de um? Com mais dúvidas do que soluções, resolvi procurar um guru, um salvador da pátria que pudesse ter escrito um livro que resolveria meus problemas.

Esse tal guru não existe. Isso eu descobri logo. Mas, por sorte, encontrei um bom livro para quem estava no meu estágio – a largada. Com o chamativo título de “Investimentos Inteligentes”, o autor (e meu xará) Gustavo Cerbasi, abriu meus olhos para um leque bem grande de opções de investimento (especialmente ações e fundos de investimento imobiliários) e onde cada um se encaixava melhor em uma carteira bem planejada.

No último dia de 2016, minha esposa e eu nos reunimos e, tal qual generais traçando planos de guerra em filmes de ação, enchemos a mesa de papéis rabiscados com cálculos feitos e refeitos e no final saímos com os nossos objetivos de curto, médio e longo prazo.

Apaixonei-me de cara por nossa meta mais ousada: alcançar a cifra de um milhão de reais investidos antes do meu aniversário de 40 anos.

Veja bem, nenhum de nós dois nasceu em berço de ouro e, com os salários de um engenheiro e uma enfermeira, a tarefa exigirá um grande esforço e possui pouca margem para erro.

Sabendo disso, comecei a devorar livros, artigos, vlogs, podcasts e tudo que se trata de investimentos. Nomes como Warren Buffet, Luíz Barsi Filho, Aswath Damodaran e tantos outros se juntaram com os autores dos livros de engenharia que normalmente já lia.

Uns poucos milhares de páginas depois, percebi duas coisas:

  1. O assunto é grande
  2. Apesar da caixa de ferramentas necessária para avaliar investimentos ter somente as quatro operações básicas da matemática, como saber se estou usando as premissas corretas?

Os investimentos que mais gosto de estudar, mas também os que eram mais complexos de se selecionar, são as ações e FIIs.

Fiquei maravilhado com a ideia de ser sócio de ótimas empresas e proprietário de lajes corporativas, shoppings e galpões logísticos e industriais. Mas como separar o joio do trigo?

Bom, se até o sir Isaac Newton precisou subir nos ombros de gigantes para enxergar mais longe, eu que não iria ser prepotente de achar que estava pronto para fazer as melhores escolhas sozinho.

Novamente, voltei à internet e descobri que existem casas de análises, as researchs, onde profissionais, com anos de experiência e profundo conhecimento de mercado, fazem sugestões de quais empresas e FIIs merecem meu dinheiro.

Agora eu estava com a faca e o queijo na mão para extrair todo o potencial da minha carteira. Poderia ir montando meu portfólio combinando sugestões dos analistas com as minhas próprias escolhas.

Mas foi aí que eu me deparei com meu primeiro revés como investidor desde que eu comecei a me preparar adequadamente para a tarefa. Tão logo eu fiz minha assinatura comecei a receber quase que diariamente uma série de e-mails prometendo ganhos extraordinários com baixíssimo risco. E, para a minha decepção, todas estas promessas vinham da casa de análise que eu tinha acabado de selecionar.

Ora, em pleno século XXI, uma pessoa pode acreditar em tudo, menos que o mundo oferece oportunidades perfeitas de investimento com altíssimos retornos em curto prazo.

Eu não sou inocente assim.

Foi então que, com menos de um mês de acesso, eu cancelei minha assinatura. Engoli meu prejuízo e comecei a procurar gente séria que pudesse me ajudar de verdade.

Desta vez, eu não procurei na internet. Procurei entre meus amigos alguém que pudesse me apontar na direção da casa certa. Sabendo da minha experiencia frustrante, meu amigo Caio disse o seguinte: “Siga o CEO da Suno Research no twitter e você verá que ele não promete dinheiro fácil e ainda alerta sobre os perigos de ouvir esse canto de sereia.”

Segui.

Dito e feito. Resolvi fazer minha assinatura. Li vários relatórios sobre ações e FIIs e tomei coragem de abrir o home broker para adquirir a última classe de ativo que planejei para a minha carteira.

Era o dia 16 de agosto de 2018, quando enviei minhas primeiras ordens. Comprei três empresas indicadas pela Suno e uma que eu mesmo selecionei. Desde então, todo mês eu aporto minhas economias em boas empresas e FIIs que têm a benção da Suno e da minha dedicação de avaliar as oportunidades.

E agora, na madrugada do dia 25 de novembro de 2018, por um dos caprichos do acaso, passaram-se exatamente 100 dias após minha primeira compra de ações enquanto escrevo este relato com a sensação de dever cumprido de quem já bateu a meta deste ano para o projeto de ter um milhão de reais investidos antes dos 40 anos.

Eu sei que vários desafios surgirão nos próximos anos, mas estou sereno. Tenho a ciência de que não posso parar de estudar e de que devo continuar buscando compartilhar do conhecimento dos mais experientes.

Desta forma, sei que cada gota de suor do esforço do meu trabalho e do trabalho da minha esposa será recompensada em forma de um futuro mais tranquilo, com mais liberdade e com uma vida melhor desfrutada e segura para os nossos filhos.

Compartilhe a sua opinião
Suno Research

Suno Research

A Suno Research é uma casa de analise independente focada em ajudar o pequeno e médio investidor individual a ter sucesso com estratégias de longo prazo focadas em valor.