NTN-B
Por: Tiago Reis

NTN-B: aprenda como funciona este título do Tesouro Direto

Você já ouviu falar no título NTN-B?

A NTN-B pode ser considerada uma opção interessante para quem busca investir em títulos públicos.

NTN-B é o nome que se dá ao título do Tesouro Direto que é indexado à inflação. Justamente por ser indexado à inflação é que este título também é conhecido como Tesouro IPCA+.

Como funciona a NTN-B?

Como funciona a NTN-B

Ao investir no Tesouro IPCA+ você está, na prática, emprestando recursos para o governo federal.

O governo utiliza esses empréstimos para financiar os seus gastos. Como, por exemplo, os gastos em investimento em infraestrutura.

Portanto, o Tesouro Direto tem o risco de crédito do governo federal. Este é um risco considerado muito baixo, pois o governo detém o poder de emitir moeda.

Como muitos sabem, uma emissão de moeda causa inflação. No entanto, é aí que está o grande diferencial do Tesouro IPCA+: A rentabilidade da NTN-B é indexada à inflação.

Além da parcela indexada à inflação há também uma parcela dos ganhos prefixados. Isto é muito importante, pois garante ao investidor um retorno real do seu investimento, ou seja, um retorno acima da inflação.

Dessa forma, mesmo em um cenário hipotético extremo, onde o governo precise emitir moeda para pagar a sua dívida, o investidor estaria protegido e garantido o retorno real do seu investimento.

Portanto, a Tesouro IPCA+ pode ser considerado uma boa forma de acumular recursos na renda fixa com um baixo risco de crédito.

Existem disponíveis no sistema do Tesouro Direto duas variantes deste título:

  • NTN-B Principal
  • NTN-B

NTN-B Principal

Conhecido como Tesouro IPCA+ este título paga todo o seu rendimento na sua data de vencimento.

Isto é, tanto os juros da aplicação quanto o valor do principal aplicado serão pagos apenas no vencimento.

Dessa forma, esse título possui uma duration mais longa do que a outra opção de aplicação, a qual paga juros semestrais. Justamente por isto ele também costuma oferecer um rendimento maior.

Este título é indicado, portanto, para pessoas que não precisam de um fluxo de recursos antes do vencimento da aplicação.

NTN-B

Este título também é conhecido como Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais.

Como o nome indica, neste título, há um fluxo de renda semestral para o investidor. Este fluxo advém do juros da aplicação, sendo o principal mantido no título.

Dessa forma, este título é mais recomendado para aqueles que buscam um fluxo de renda contínuo.

É importante ressaltar que, por ter uma duration menor, este título também tem uma rentabilidade menor do que a opção sem juros semestrais.

Além disso, outro detalhe importante a respeito do Tesouro IPCA+ com juros semestrais é que o imposto de renda incide sempre que o rendimento é pago ao investidor.

Assim, ao contrário do NTN-B principal, há uma antecipação do IR a ser pago.

Conclusão sobre a NTN-B

Conclusão sobre a NTN-B

 

A rentabilidade da NTN-B, por ser composta por uma parcela de inflação e uma parcela prefixada, garante um retorno real ao investidor.

Fica claro, portanto, que a NTN-B pode ser uma boa alternativa para aqueles que desejam acumular recursos na renda fixa, correndo um baixo risco de crédito e garantindo um retorno acima da inflação.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

181 artigos
Ações

FIIs

48 artigos
FIIs

Minicurso Gratuito

Invista
No Tesouro
Direto

Aprenda tudo o que você precisa sobre um dos investimentos mais populares e seguros do Brasil