moat

Um conceito muito interessante dentro do mundo das finanças atuais é a idéia da existência de um moat.

A idéia de moat foi inicialmente criada pelo mega investidor Warren Buffett, atual CEO da Berkshire Hathaway, uma das mais valiosas companhias de capital aberto do mundo.

O moat, ou fosso econômico, é uma vantagem competitiva que uma empresa tem sobre todas as demais companhias do mesmo setor de atuação.

Desse modo, quanto maior o fosso econômico, maior e mais sustentável torna-se um negócio no longo prazo.

Por exemplo, uma empresa ao ser detentora de uma marca extremamente conhecida no mercado normalmente goza de grande parte da demanda por parte dos clientes de um determinado produto.

Outra característica marcante de um fosso econômico é a capacidade de manter uma política de precificação dos produtos que seja diferenciada das demais empresas participantes de um mesmo setor.

Compreendendo o moat

moat

Compreendendo o moat

O moat econômico pode ser tratado como uma vantagem competitiva que é derivada de uma ou mais táticas de fazer negócios que permitem uma empresa gerar lucros acima da média do seu mercado de atuação.

Desse modo, é muito comum vermos que empresas que desfrutam de fossos econômicos apresentarem de um sólido desempenho financeiro.

Existe uma série de tipos de vantagens competitivas. Por exemplo, os diretos de patentes, muito comuns nas industriais farmacêuticas das quais costumam apresentar rentabilidades bastante satisfatórias.

Também podemos listar algumas características que permitem as empresas se destacarem em seu setor, tais como:

  • Vantagem de escala: Empresas de grande porte possuem a qualidade de conseguir comprar de seus fornecedores, produtos ou serviços a preços mais baixos devido a escala de suas demandas em comparação aos demais competidores.
  • Ativos intangíveis: Marcas valiosas fazem toda a diferença na atração de clientes, bem como na possibilidade de praticar uma precificação mais vantajosa para a empresa.
  • Custo de troca: Essa vantagem acontece na impossibilidade de um cliente querer trocar um determinado produto de uma marca por outro de outra empresa, pois ao realizar essa permuta, muito transtorno seria uma realidade para esses clientes.

Exemplos de fossos econômicos

moat

Exemplos de fossos econômicos

Para facilitar a compreensão do conceito de fosso econômico é bastante interessante considerarmos alguns exemplos de casos facilmente vistos na economia real.

Desse modo, considere o caso da varejista Amazon, uma companhia que possui um imenso volume de vendas e está sempre pressionando os seus fornecedores por preços mais baixos, o que no fim das contas resulta em um custo mais baixo para os seus clientes finais.

Outro exemplo de vantagem competitiva muito bem utilizada pela companhia Apple são os custos de troca. Essa empresa lança mão de plataformas completamente diferenciadas e exclusivas no mercado de computadores e smartphones de modo que os seus usuários muito dificilmente gostariam de perder o acesso a todos os seus dados armazenados nos servidores da empresa.

Portanto, não é difícil encontrarmos muitos casos de moat dentro do mundo empresarial moderno. No entanto, o maior desafio nesse sentido é conseguir conservá-lo de modo que os concorrentes não consigam replicar as mesmas vantagens competitivas e é por esse motivo, que esse assunto é um dos mais discutidos entre os gestores da atualidade.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.