Acesso Rápido

    Mix de produtos: o que é e a importância para as empresas

    Mix de produtos: o que é e a importância para as empresas

    Um estabelecimento comercial pode se tornar muito mais atraente se tiver o mix de produtos correto para o seu público e que faça sentido para o negócio em si.

    Mas determinar o que pode entrar e o que deve ficar de fora deste mix de produtos não é tão simples quanto pode parecer. E os efeitos desta escolha afetam o planejamento financeiro da empresa.

    O que é um mix de produtos?

    Mix de produtos é a variedade de produtos oferecidos por uma empresa aos seus clientes. Ele variará de acordo com o negócio e com as decisões do gestor de cada empreendimento. Porém, esta escolha não pode ser aleatória, devendo se encaixar na lógica construída para o empreendimento.

    Desta forma, o mix é composto pelos muitos produtos de uma empresa.

    E-book: Comece a Investir na Bolsa

    Comece a investir! Saiba tudo que você precisa saber para dar os seus primeiros passos na Bolsa com o nosso Manual Gratuito do Investidor Iniciante!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    É fácil pensar nos produtos de supermercado ao se deparar com esta ideia. Quanto mais opções, mais o empreendimento agrada o público. Tanto pelas diferentes opções de preço, quanto pela possibilidade de consumir novas marcas.

    Vários deles, inclusive, criaram sua própria marca e oferecem os produtos oriundos dela dentro da sua cartela de opções. Assim, potencializa-se a possibilidade de lucro com um melhor mix no supermercado.

    Mas esta prática é interessante para qualquer negócio. Afinal, quanto maior a variedade, menor a probabilidade de sucumbir a uma crise econômica.

    A importância do mix de produtos para empresas

    Investir em um bom mix de produtos pode transformar um negócio de comum para diferenciado.

    Este é o segredo de grandes marcas existentes no mercado até hoje. Ao entender o que é produto e o que pode ser interessante para o negócio.

    Ainda que estas mesmas peças possam ser encontradas por preços menores em outros estabelecimentos, a curadoria as torna mais interessantes para o público, o que facilita a venda.

    O mesmo acontece com adegas que não atuam com produção própria, mas sim revenda de outras marcas.

    Como empresas definem o mix de produtos?

    Uma empresa ao definir seu mix de produtos deve fazer uma avaliação detalhada sobre o setor. Oferecer “mais do mesmo” pode não tornar um negócio interessante. É preciso pensar em como ter uma vantagem competitiva que alavanque as vendas ao mesmo tempo que ofereça margens atrativas.

    A Renner (LREN3), por exemplo, criou diferentes marcas para atender à necessidade de diferentes segmentos, fazendo uso da sua diversificação de produtos. A Ashua visa alcançar o público que veste tamanhos plus size, enquanto a Youcom tem uma proposta para um público jovem

    Em cada uma, é possível perceber que o mix de produtos foi pensado no público alvo, a fim de fidelizá-lo ao ofertar possibilidades que se adequam ao seu estilo e gosto.

    Foi possível saber mais sobre mix de produtos? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *