middle market

As empresas de médio porte, também conhecidas como middle market, constituem um segmento especial dentro da economia de um país. Mas por não disporem de muito fluxo de capital, e ao mesmo tempo também não serem um negócio de porte reduzido, esse tipo de empresa costuma enfrentar desafios e barreiras diferentes de todo o restante do mercado.

Porém, as empresas de middle market também contam com uma série de oportunidades de expansão e crescimento, sendo de fundamentais para o desempenho da economia como um todo.

O que é middle market?

O middle market é segmento de mercado que reúne as empresas consideradas de médio porte. No Brasil, a classificação mais aceita para middle market, feita pelo BNDES, classifica como médio porte as empresas com faturamento entre R$ 4,8 milhões e R$ 300 milhões.

Porém, pela falta de uma padronização mais clara, muitas vezes não fica claro se uma empresa é grande, média ou pequena.

Tradicionalmente, o tamanho das receitas anuais costumam ser o principal fator de classificação. No entanto, mais recentemente, algumas entidades passaram a definir o porte de uma empresa através do seu patrimônio da empresa ou do número de funcionários.

O IBGE, por exemplo, considera como médio porte as indústrias com 100 a 499 empregados, e os comércios e serviços com 50 a 99 empregados.

Panorama do middle market no Brasil

Normalmente, o middle market concentra empresas do setor de prestação de serviços – que incluem serviços empresariais, serviços de saúde e serviços educacionais.

Entretanto, um número significativo de empresas que se enquadram no middle market também estão envolvidas no comércio varejista, atacadista, no setor de construção civil e produção industrial.

Embora não pareça, as empresas de middle market representam um papel extremamente importante dentro da economia brasileira. As empresas de médio porte são responsáveis pela geração de boa parte dos empregos no país, principalmente em funções básicas e de baixa qualificação.

Além disso, muitas vezes o middle market tem uma presença muito forte na economia local, sendo uma fonte essencial de emprego e renda para determinada região.

Desafios das empresas de middle market

As dificuldades do setor começam a partir da própria falta de uma definição sobre o que é middle market. Ao mesmo tempo em que as pequenas empresas e as grandes empresas formam dois segmentos unidos, poucas informações são divulgadas sobre as empresas de médio porte. Por isso, os interesses do setor acabam sendo mal representados – tanto economicamente quanto politicamente.

Em relação a captação de recursos, as empresas de middle market também estão em uma condição desconfortável no mercado. Isso acontece porque, de um lado, esse tipo de empresa gera receitas significativamente maiores do que as pequenas empresas. Sendo assim, elas não possuem acesso a financiamentos subsidiados e programas de incentivo empresarial do governo.

Porém, ao mesmo tempo, empresas de médio porte ainda são pequenas demais para conseguirem se financiar nos mercados de capitais, como as grandes empresas fazem.

Ou seja, assim como toda empresa que fatura milhões, o middle market possui uma grande necessidade de recursos para manter e expandir suas atividades. Mas por não serem negócios de porte expressivo, elas não conseguem acessar o mercado financeiro para fazer abertura de capital (IPO) e emissão de títulos.

Por isso, muitas vezes a única saída são os empréstimos e financiamentos bancários. Pensando nisso, muitos bancos comerciais e de investimento possuem gerências e recursos dedicados exclusivamente ao middle market.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.