microcrédito

Antes de conseguir a independência financeira, na esfera do empreendedorismo, muitas empresas brasileiras precisam recorrer ao microcrédito.

Seja em um momento de urgência ou algo planejado, a solicitação de microcrédito é algo comum nas empresas brasileiras. Principalmente nas PMEs.

O microcrédito é uma forma de empréstimo financeiro focada nos pequenos e médios empreendimentos e pessoas físicas, que costumam ter maior dificuldade na hora de obter uma grande margem de crédito, em especial no início das suas atividades.

Esse dinheiro, geralmente, é solicitado para que o negócio possa ampliar suas atividades, adquirir novos equipamentos ou mesmo ampliar o capital de giro do empreendimento.

Este recurso extra possibilita a realização dos objetivos imediatos da empresa.

Ao mesmo tempo, ele tem condições de pagamento diferentes daquelas presentes nos empréstimos concedidos aos grandes negócios.

O Banco Nacional do Desenvolvimento, mais conhecido pela sua sigla BNDES, deve boa parte da sua fama à concessão de microcrédito para empreendedores.

Juros do microcrédito

microcrédito

Além de ser um tipo de empréstimo mais fácil de obter, o microcrédito obtém diversos adeptos por ter uma das menores taxas de juros do mercado.

Regulados por lei, estes juros não podem ultrapassar 4% ao mês.

Ainda há a possibilidade de encontrar opções com percentuais ainda mais baixos no mercado, em instituições financeiras que queiram melhorar a sua competitividade ou em bancos de fomento.

Com isso, é normal encontrar ofertas de empréstimos com juros de 3% ao mês, por exemplo.

Bancos tradicionais costumam ofertar crédito pessoal para os seus clientes e nessas transações, os juros são bem maiores.

O Bradesco, por exemplo, tem uma taxa de juros do empréstimo pessoal de 8,85% ao mês, enquanto o Itaú oferece 8,07 % para a mesma operação.

Mesmo que esta opção de empréstimo seja mais simples, podendo até ser requisitada pelos aplicativos dos bancos, financeiramente não é alto tão vantajoso quando o microcrédito.

Obtendo microcrédito

microcrédito

Quem acha essa modalidade de crédito e pretende usufruir dos seus benefícios precisará:

  • Ter mais de 18 anos;
  • Apresentar os comprovantes de abertura e situação da sua empresa (para pessoas jurídicas e MEIs);
  • Não estar com o nome sujo (constando no Serasa e no SCPC, para pessoas físicas e MEIs);
  • Há casos em que é preciso explicar para quê você quer o dinheiro;
  • Deverá também passar por uma análise financeira, para que o banco verifique se você realmente terá condições de quitar a dívida.

Se você for aprovado em todos estes requisitos, poderá conseguir o dinheiro almejado. No entanto, o limite de crédito varia de banco para banco.

Na Caixa Econômica, por exemplo, valor para obtenção de microcrédito varia de R$ 300,00 a R$ 15 mil, que podem ser parcelados 12 meses no primeiro empréstimo feito com o banco.

Então é importante para o empreendedor saber qual é o limite ofertado pelo banco que escolher.

Vale lembrar que o microcrédito, assim como qualquer outra opção de empréstimo, deve ser muito bem analisado antes de ser solicitado.

Tenha um bom planejamento, que possibilite que o retorno que você espera realmente seja alcançado, de modo que ao quitar a dívida e seus juros ainda haja rendimento suficiente para ser um negócio vantajoso.

Neste caso, o microcrédito pode ser uma boa opção para impulsionar seu negócio.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.