Conhecimento

Meta de inflação – Importante parâmetro presente no cenário econômico

By 28 de dezembro de 2017 No Comments
A meta de inflação objetiva controlar a inflação do país

Existe, em nosso sistema financeiro e econômico, um artifício muito importante para o seu bom funcionamento e, ao mesmo tempo, muito pouco comentado nos meios de comunicação, que se trata do regime de meta de inflação.

Para o bom desempenho da economia, a consciência sobre do que se trata a meta de inflação é de fundamental importância e, no âmbito dos investimentos, certamente esse conhecimento pode contribuir bastante nos rendimentos de uma pessoa ao longo do tempo.

Meta de Inflação – Conceito

O regime de meta da inflação foi adotado em 1999 e tinha por objetivo, na ocasião, evitar a desenvolvimento do processo inflacionário, fenômeno esse intimamente relacionado às variações anuais do IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo – que é calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Dessa forma, desde a sua criação até os dias de hoje, cabe ao CMN (Conselho Monetário Nacional) – autoridade máximo do nosso sistema financeiro – a fixação dessas metas e os seus respectivos intervalos de tolerância.

Esses intervalos de tolerância são também conhecidos teto (limite superior) e o piso (limite inferior) da inflação.

Essa definição vai diretamente contra ao que muitas pessoas pensam, ao imaginar que é o Banco Central quem estipula essa meta tão relevante no nosso dia-a-dia.

Entretanto, o Banco Central também possui sua parcela de responsabilidade nessa conjuntura, haja visto que o mesmo é o responsável direto por executar as políticas monetárias necessárias para o cumprimento desses objetivos previamente fixados, ou seja, para se fazer o controle da inflação.

Dessa maneira, o Banco Central possui a tarefa executiva da operação, dispondo, com isso, de autonomia suficiente para fixar a taxa Selic como achar mais conveniente e utilizar outros instrumentos de política monetária para atingir a meta.

Para auxiliar nessa tarefa, existe o Copom – Comitê de Política Monetária do Banco Central – que é o responsável direto por tomar as medidas necessárias e cabíveis para garantir que a inflação fique dentro dos limites.

Descumprimento das Metas de Inflação

É importante ressaltar que o Governo deve, ao máximo, para fazer com que a inflação se mantenha dentro dos limites pré-estabelecidos, porém, caso esse propósito não seja alcançado dentro de suas ambições, algumas medidas devem ser tomadas.

Dentre elas, é preciso que o Presidente do Banco Central justifique o fato redigindo uma carta aberta ao Ministro da Fazenda explicando, dentre outras coisas:

  • As causas do descumprimento da meta;
  • As providências que serão tomadas para assegurar o retorno da inflação aos limites fixados;
  • Os prazos no qual se espera que as providências surtam efeito, de fato, na economia;

É claro que é sempre uma situação não satisfatória quando uma meta não é cumprida, em qualquer que seja o âmbito em que a mesma seja estabelecida, porém é sempre necessário que, em casos como esses, que atitudes sejam tomadas de modo que a mesma possa ser revista e, de fato, alcançada em um curto espaço de tempo.

Conclusão

Quando se trata de economia, é sempre importante que os investidores busquem ao máximo conhecer as mais variadas ramificações dessa ciência tão complexa e fascinante, de modo que seus resultados se tornem mais favoráveis no longo prazo e, nesse sentido, sem dúvidas a conhecimento a respeito da meta de inflação pode contribuir bastante para a execução desse objetivo.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.