O mercado financeiro pode ser considerado um tema extremamente amplo. Ele é caracterizado por um ambiente onde ocorre a negociação de títulos, moedas, ações, derivativos, entre outros.

Normalmente cada país possui o seu próprio mercado financeiro, o que obviamente na maioria dos casos, não é restrito somente à negociação de valores oriundos do seu mercado interno.

Atualmente, a Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) em conjunto com os mercados cambiais são os maiores representantes dos mercados de capitais do planeta, pois negociam trilhões de dólares todos os dias.

Dentro desse mercado, normalmente dividimos as partes envolvidas em duas: os credores, ou investidores, e os mutuários, ou aqueles que captam os recursos em troca de ter que dividir dos lucros do negócio com os novos acionistas.

Entre essas negociações podemos também observar diversas instituições responsáveis por facilitar os negócios bem como regular e fiscalizar o correto andamento de todo o processo.

Os principais componentes do mercado financeiro

Os principais componentes do mercado financeiro

Dentro do mercado de capitais brasileiro, é normal existir a divisão dos investimentos em duas categorias distintas: a renda variável e a renda fixa.

A renda fixa, como muitos conhecem, é onde ocorrem os investimentos que possuem rendimentos muito mais estáveis e pré-determinados.

Já a renda variável, ou bolsa de valores, que inclusive é muito pouco utilizada em nosso país, é o ambiente onde encontramos as ações, opções e derivativos.

Como dissemos, a abrangência do conceito de mercado financeiro pode ser bastante extensa e envolver uma série de empresas, instituições e até mercados distintos. Logo abaixo listaremos os seus principais componentes:

  • Mercado de ações: é um mercado que permite os investidores comprarem ou venderem participações societárias em empresas de capital aberto através de uma plataforma muito prática chamada de home broker.
  • Mercado de obrigações: Também conhecido como mercado de dívida, crédito ou renda fixa. A partir dele os investidores podem comprar títulos de dívida de empresas ou até mesmo títulos do Tesouro Direto.
  • Mercado de derivativos: Mercado onde são negociados títulos que derivam seu preço de um ativo subjacente. Nele podemos realizar negócios como operações a termo, opções, futuros, swaps, entre outros exemplos.
  • Mercado de balcão: é um mercado secundário onde os investidores realizam negócios com participações societárias em empresas que não possuem ações em bolsa de valores.

Conclusão sobre o mercado financeiro

A partir do que foi exposto podemos dizer que o conceito do mercado de capitais em bastante amplo e vale a pena ser estudado com mais profundidade em cada uma das suas vertentes.

A sua importância dentro do dia a dia das pessoas é de altíssima relevância, especialmente para aqueles que desejam alcançar uma satisfatória condição financeira no futuro.

É importante mencionar que o investidor desse mercado precisa estar bastante cético quanto a promessas de dinheiro fácil, pois é bastante comum observarmos promessas de retornos extraordinários em um curto espaço de tempo, fato que, obviamente, não acontece na realidade.

Agora que você já possui uma melhor compreensão sobre o que é o mercado financeiro, sugerimos que você acesse os nossos conteúdos gratuitos e assine o nossos serviços para que a sua caminhada para ser um investidor de sucesso seja muito mais fácil e lucrativa.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.