O mercado de títulos é um conceito de renda fixa

O mercado de títulos é um conceito que está diretamente relacionado aos investimentos de renda fixa, mais especificamente ao Tesouro Direto.

No mercado de títulos, por ter como peculiaridade a característica de ser um investimento de renda fixa, o seu rendimento pode ser dimensionado no momento da aplicação financeira.

No entanto, isso não significa que os preços e as taxas dos títulos públicos não apresentem variação ao longo do tempo.

Se o investidor permanecer com os ativos até o final da data de vencimento, receberá o valor correspondente a rentabilidade contratada no momento da sua aplicação, porém, entre a data de compra e a de vencimento, o preço do título oscila em função das condições de mercado, como as expectativas quanto ao comportamento das taxas de juros da economia e o prazo do título escolhido.

Assim, em caso de venda antecipada, o investidor pode receber uma rentabilidade diferente da contratada no momento da compra.

Títulos prefixados e Pós-fixados atrelados à inflação

No caso dos títulos prefixados e pós-fixados atrelados à inflação – ou seja, o Tesouro Prefixado, o Tesouro Prefixado com Juros Semestrais, o Tesouro IPCA+, e o Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais – quando a taxa de juros dos títulos cai, os seus preços aumentam.

Isso significa que os títulos se valorizam.

Já um aumento nas taxas de juros dos títulos proporciona um efeito contrário, diminuindo os seus preços.

Os prazos de vencimentos dos títulos também influenciam a intensidade com que os juros afetam os seus preços.

Dessa forma, quanto maior o prazo para o vencimento do título, mais sensível é o seu preço em relação às taxas de juros. Assim, quando a taxa de juros dos títulos cai, o Tesouro IPCA+ 2035 terá uma maior valorização do que o título Tesouro IPCA+ 2019, por exemplo.

Tesouro Selic

Por sua vez, o Tesouro Selic – que é um título pós-fixado atrelado à variação da taxa de juros básica da economia – apresenta um comportamento diferente no seu preço quando há uma variação nesse indicador.

Todos os dias, o preço do Tesouro Selic sobe um pouco, e a velocidade com que o seu preço aumenta depende da variação da Taxa Selic.

Quando os juros sobem, a sua rentabilidade aumenta, ou seja, o título se valoriza mais.

Já quando os juros caem, sua rentabilidade diminui, mas é sempre positiva. Assim, não importa se a Selic vai cair ou subir, pois o valor do investimento vai sempre crescer, acompanhando a trajetória dos juros.

Por conta disso, o Tesouro Selic é considerado o mais conservador dos títulos e, geralmente, oferece retornos menores quando comparado aos demais ativos disponíveis no mercado de títulos.

Ponderação

Há de se destacar, ainda, que havendo uma queda nos preços dos ativos negociados no mercado de títulos públicos, o saldo dos investidores também cairá.

Por outro lado, se houver uma valorização do título no período, o saldo desses investidores irá se elevar.

Entretanto, existe um fato que nunca muda:

Se um investidor permanece com os seus títulos do tesouro nacional até a data de vencimento, receberá o valor correspondente à rentabilidade contratada no momento da compra, independentemente das variações de preço do título ao longo da aplicação.

Conclusão

Levando-se em conta todos os critérios acima, é importante que o investidor escolha dentro do mercado de títulos, aquele ativo que mais se adeque a seu objetivo financeiro, ou seja, o vencimento do título em questão deve ser compatível com a data em que se pretende fazer o resgate desse investimento.

Comentários

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

©2017 SUNO RESEARCH | Investimentos inteligentes

[i]
[i]

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account