mercado de divisas
Por: Tiago Reis

Mercado de Divisas: conheça a sua história

O Mercado de divisas é um setor muito usado por investidores individuais e por fundos, porque ele permite negociação de seus ativos a qualquer momento. O conceito de divisa é usado falar de uma moeda usada fora da sua região de origem, ou seja em uma outra divisa. Além disso, o mercado de divisa, ou mercado de câmbio, é um dos tipos de investimentos no exterior mais populares.

O mercado de divisas constitui o maior comércio mundial e com a maior liquidez. Para se ter uma ideia, o valor de negociações chegou 5,1 trilhões de dólares por dia, em abril de 2013. Isso de acordo com uma pesquisa do Banco de Compensações Internacionais, entidade internacional que fica responsável por fazer as fiscalização bancária.

O que é o Mercado de Divisas?

mercado de divisas

Ao contrário de outros mercados, ele não possui uma local ou sede física, muito menos uma bolsa para centralizar as operações financeiras. O Mercado de Divisa está associado ao câmbio. Por exemplo, se alguém que comprou 500 dólares a uma cotação de R$1,72, como em 2008, vendesse essa mesma quantidade 10 anos depois. Em 2018, a cotação estaria em R$ 3,92. É dessa variação que sai o lucro do investidor.No entanto, algumas variações no câmbio já podem ser percebidas em algumas horas.

Os preços do mercado de divisas, são influenciados pelos fluxos de operações internacionais e os investimentos que os países das duas moedas recebem. Também influenciam na desvalorização de uma moeda as condições econômicas e políticas de um país, em especial as taxas de inflação e a instabilidade política.

O modelo atua muito na especulação do valor que uma moeda vai possuir. Os investidores trabalham com duas opções: comprar moedas esperando o preço aumentar, ou de vender essas mesmas moedas por acharam que o seu valor vai diminuir.

Como funciona o mercado de divisas?

O mercado de câmbio tem algumas vantagens se comparado com alguns tipos de investimento. Nele é possível investir pequenas ou grandes quantias, devido a grande liquidez. Além disso, é possível acompanhá-lo 24 horas por dia, e nos cinco dias úteis da semana.

Além disso, as taxas reduzidas são outro fator que faz os investidores optarem pelo modelo. A maior parte das corretoras que permitem negociar e não cobra comissão. Sua remuneração é assegurada por meio de um spread. Uma pequena diferença entre o preço real do par de moedas e o preço de venda ou de compra. O spread é parte de um custo pela operação. Mas os valores são baixos, menores que as taxas de uma corretora, por exemplo.

No entanto, esse mercado não é o mais seguro, principalmente para investidores individuais. Isso porque ele exige a análise de uma série de fatores micro e macroeconômicos para que as decisões de compra e venda sejam tomadas.

Como surgiu o Mercado de Divisas?

Antes do surgimento de qualquer moeda, a única forma de adquirir um produto ou bens era pela troca ou escambo. Para isso, os objetos das duas partes envolvida tinha que interessar a outra. Depois da troca, começou a negociação por metais ou pedras. Como esse modelo não tinha um sistema com preços exatos e iguais, surgiu a moeda. Essa evolução possibilitou que o comércio pudesse se expandir.

O uso de divisas na mais é que um meio de troca. Ter divisa pode representar para alguns uma reserva, mas para outros que participam do mercado de divisas pode ser um produto de troca.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

1 comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Willian 25 de junho de 2019

    Por que o Irã está tendo problemas com importação, o Valor Econômico noticiou que devido desentendimentos atuais entre EUA e Irã, o setor de agronegócio brasileiro está com dificuldade de exportar, e o Valor falou sobre a dificuldade do Irã de adquir divisas.

    Como essa confusão afeta o mercado de divisas? E o que isso tem a ver com a exportação?

    Grato.

    Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

202 artigos
Ações

FIIs

52 artigos
FIIs

eBook Gratuito

INvestindo
No
Exterior

Descubra como você também pode investir nas maiores empresas do mundo.

%d blogueiros gostam disto: