Mercado a termo
Por: Tiago Reis

Mercado a termo: entenda como funcionam os contratos de negociação futura

A negociação de ativos financeiros e não-financeiros ocorre no mercado financeiro. Mas existem diferentes tipos de mercado. O mercado de bolsa, o mercado de balcão, o mercado a termo e o mercado futuro.

O mercado a termo é comum para a negociação de ativos não-financeiros como commodities, mas também é utilizado para negociar ações, moedas e títulos.

O que é o mercado a termo?

O mercado a termo é o mercado onde se realiza a negociação de contratos futuros de ativos. Ou seja, é nesse mercado que são acordos entre duas partes para comprar ou vender um ativo em uma data futura por um preço estabelecido previamente. Esse tipo de transação é chamada de derivativo.

Chama-se D0 o dia da realização do acordo. Nele é especificada a quantidade a ser negociada, o preço e a data de vencimento do contrato, que é a data de liquidação do ativo — que é chamado de D+X, sendo X o prazo determinado no contrato.

Como funciona a liquidação no mercado a termo?

A liquidação do contrato pode ocorrer de forma física, em que ocorre a entrega física do bem. Por exemplo, a entrega de uma tonelada de soja, ou 10 quilos de ouro.

Porém, a liquidação dos contratos a termo também pode ser financeira. Dessa forma, apenas é enviado o valor da diferença entre o preço fixado no contrato a termo e o preço à vista (do momento).

Logo, a formula de liquidação do mercado a termo é:

  • Preço fixado a termo – Preço à vista = Resultado da liquidação financeira.

Para entender como funciona a liquidação financeira, considere o seguinte exemplo:

Um produtor de soja vende para o comerciante 100 sacas a 200 dólares no contrato a termo. Na data do vencimento o preço está 150 dólares a saca.

  • Venda do produto: 150 x 100 = US 15.000
  • Resultado no Termo: (US 200 – US150) x 100 = US 5.000
  • Resultado Total: US 17.000 + US 3.000 = US 20.000

Qual é a lógica por trás dos contratos a termo?

mercado a termo

Como vimos no exemplo de contrato a termo do produtor de soja o contrato foi fixado a 200 dólares. Isso mostra que o preço da saca de soja no momento da fixação do contrato era de 200 dólares. Mas como saber se foi interessante para o produtor fazer o contrato?

Suponha que o preço da saca caiu para 150 dólares. Assim, com o contrato a termo o produtor garantiu mais US 5.000 de lucro. Dessa forma, pode-se dizer que fazer o contrato foi vantajoso para o produtor.

Entretanto, o preço poderia ter aumentado para 250 dólares. Nesse caso ele teria perdido dinheiro no contrato a termo. No entanto, ele teria garantido o lucro de US 5.000 a qualquer circunstância futura do mercado.

Como o contrato a termo é utilizado?

Por fixar o preço futuro de um ativo, o contrato a termo é muitas vezes usado como proteção. No mercado financeiro, esse tipo de estratégia chamada de hedge. O mesmo vale para o comprador. Pelo risco de o preço subir mais no futuro é melhor garantir uma parte ao preço do momento.

Entretanto, o contrato também pode ser usado para especular. Nesse caso, se ganha prevendo a alta ou queda do preço do ativo no resultado do mercado a termo.

Os contratos a termos em geral são muito detalhados mostrando todas as especificações. E não podem ser liquidados antes do vencimento. Por isso, possuem baixíssima liquidez e são considerados pouco transparentes.

Há, no entanto, contratos a termos realizados dentro do ambiente de bolsa. Qualquer ativo da bolsa pode ser negociado no mercado a termo. O mais comum é a negociação de ações — e para entender mais sobre como o funciona o mercado acionário, conte com a ajuda da Suno. Baixe agora nosso ebook Aprenda como analisar uma ação gratuitamente e descubra tudo sobre esse tipo de investimento.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

3 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • june 7 de agosto de 2019

    Não entendi como se chegou a conta de 17.000 e 3.000 dólares do exemplo. É um equívoco?

    Responder
    • HENRIQUE 9 de dezembro de 2019

      Acho que na verdade seria 15,000 + 5,000

      Responder
  • Feliooe 21 de fevereiro de 2020

    que texto mais mal redigido… pelo amor de Deus

    Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

209 artigos
Ações

FIIs

54 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Invista Como
Warren Bufeett

Aprenda a usar a estratégia do Value Investing, usada pelo maior investidor do mundo!

%d blogueiros gostam disto: