Acesso Rápido

    Lucro por ação: um indicador muito importante na análise de empresas

    Lucro por ação: um indicador muito importante na análise de empresas

    Dentro da análise fundamentalista de investimentos, existem uma série de indicadores e informações que podem ser utilizadas para avaliar a possibilidade de investimento. Dentre eles, está o lucro por ação.

    Calculado a partir do lucro líquido, o lucro por ação pode ser utilizado como base para uma série de métricas importantes na avaliação de empresas.

    O que é o lucro por ação?

    O lucro por ação (LPA) é a parcela do lucro da empresa que está alocado para cada ação em circulação dessa companhia em bolsa de valores.

    O lucro por ação pode ser calculado através da formula simples situada logo abaixo:

    • LPA = (Lucro líquido) / (Quantidade de ações em circulação)

    Como calcular na prática o lucro por ação

    Para que possamos calcular o LPA de uma empresa, o Demonstrativo de Resultados e o Balanço Patrimonial de uma companhia devem ser consultados.

    As duas fontes servirão para que possamos encontrar o número total de ações em circulação e o lucro líquido amealhado no período abordado.

    Ao calcularmos é preciso, por vezes, usar a média ponderada de ações em circulação durante o prazo do qual queremos calcular. Isso acontece porque o número de ações em circulação de uma empresa pode mudar ao longo do tempo.

    Importância indicador de lucro por ação

    O LPA é geralmente considerado como a variável mais importante para determinarmos o preço justo de uma ação, pois é através dele que uma série de métricas fundamentalistas são utilizadas para analistas realizarem o valuation de uma empresa.

    Por exemplo, o LPA é um dos componentes principais para calcularmos o índice de preço/lucro (P/L). Essa é uma das métricas mais usadas para a definição de quão barata está uma empresa frente aos seus pares de mercado.

    Por fim, podemos concluir que o LPA é um importante ponto de partida utilizado por analistas e investidores para a definição do preço justo de uma empresa.

    O fato desse índice “quebrar” o lucro da empresa pelas suas ações em circulação é um fato especialmente importante. Isso porque o número de ações em circulação de uma empresa pode mudar. Logo, o lucro total de uma empresa pode não ser uma medida real de rentabilidade para os investidores.

    Por exemplo, digamos que o lucro líquido de uma empresa aumentasse de R$ 500 milhões para R$ 1 bilhão. Essa poderia ser uma ótima notícia se o número de ações dessa determinada empresa permanecesse o mesmo.

    Entretanto, a empresa pode ter efetuado, nesse período, algum movimento de lançamento de novas ações. Sendo assim, esse fato faria com que os acionistas obtivessem a sua participação diluída nos lucros dessa empresa, pois o seu lucro por ação seria significativamente menor.

    Limitações e observações sobre o indicador LPA

    É muito importante que o investidor tenha em mente que a análise feita por indicadores pode ser bem incompleta. Ou seja, devido a limitações e distorções que esses indicadores podem carregar, não é aconselhável basear uma análise em cima apenas deles.

    Por exemplo, ao usarmos o LPA para sabermos qual o P/L de uma empresa não conseguiremos através dessa conta saber qual é a rentabilidade do negócio. Ou seja, apenas esse indicador não deixa claro a quantidade de lucro que esse negócio faz com o capital alocado pelos acionistas.

    Além disso, é comum muitas empresas apresentarem lucros não recorrentes em seus negócios. Isso, por si, já “polui” os dados de lucro líquido utilizado na fórmula do lucro por ação. Desse modo, é preciso que o investidor faça sempre análises acuradas dos cases que pretende investir. Nesses casos, o intuito é sempre tentar diminuir os erros muito comuns no mundo dos investimentos.

    Logo, deve-se entender que os indicadores de rentabilidade são fundamentais numa análise — mas que eles não devem ser os únicos dados observados.

    Esperamos que você tenha entendido como funciona o cálculo do lucro por ação e quais são as vantagens e limitações desse indicador. Se ficou alguma dúvida, deixe um comentário abaixo e compartilhe conosco a sua opinião.

     

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    5 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Damon 15 de novembro de 2019

      Aonde encontro um histórico de 10 anos da LPA de uma ações qualquer. Tem algum site.

      Responder
    • João 30 de maio de 2020

      Como é pago o LPA para o acionista?

      Responder
    • Matheus 2 de setembro de 2020

      O valor do LPA retorna para os acionistas ou para o caixa da empresa?
      E qual a relevância dele para analisar uma ação ?

      Responder
      • Suno Research 3 de setembro de 2020

        Olá, Matheus! Tudo certo?
        O LPA retorna para o caixa da empresa, mas como os lucros movem as cotações das ações, o acionista ganhará indiretamente com a sua valorização.
        O LPA é muito importante para saber se uma companhia é lucrativa ou não, explicitando o valor de lucro que a empresa gera para cada ação que está em circulação no mercado.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder