Acesso Rápido

    LPA (Lucro Por Ação): saiba como analisar esse indicador fundamentalista

    LPA (Lucro Por Ação): saiba como analisar esse indicador fundamentalista

    Dentro os mais diversos indicadores existentes, o LPA demonstra ser um dos mais representativos.

    Em sua definição, o LPA (sigla para Lucro Por Ação) é o lucro líquido da companhia em questão em um determinado período de tempo dividido pelo total corrente de ações (ordinárias e preferenciais).

    O que é o LPA (Lucro Por Ação)?

    O LPA (sigla para Lucro por Ação) é um indicador fundamentalista que divide o lucro líquido da empresa pelo número de ações que ela possui. É um indicador bastante importante no mercado de capitais, até porque, em um primeiro momento, indicará se a empresa é ou não lucrativa.

    É importante frisar, neste sentido, que a partir do momento em que este número se torna negativo, a empresa está operando com margens baixas, logo, acumulando prejuízos, de alguma forma.

    E-book: Aprenda como analisar uma ação

    Baixe gratuitamente o nosso ebook e conheça os principais critérios para se analisar uma ação antes de investir!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Vale ressaltar também que esta medida é apurada dentro do resultado do exercício da empresa, lembrando que algumas companhias fazem a média ponderada entre as ações ordinárias e preferenciais para um cálculo mais apurado e consolidado.

    Outras companhias já preferem apresentar este resultado de maneira separada entre os tipos de ações.

    Por conta disso, é preciso se olhar nas orientações dos demonstrativos contábeis (notas explicativas) de cada empresa listada as suas respectivas peculiaridades neste sentido.

    Como analisar o LPA de uma empresa?

    Nunca é demais lembrar que não é recomendável simplesmente que o investidor faça uma comparação fria e simétrica entre empresas, especialmente quando são de segmentos e setores distintos da economia.

    Sem dúvida alguma, nesses casos, haverá distorções que irão impactar de forma equivocada no resultado final.

    Entendemos que avaliar historicamente este indicador é fundamental para uma informação mais completa da saúde financeira da empresa, até mesmo para que se faça um juízo de valor mais adequado e eficiente.

    Muito embora temos sempre o hábito de dizer que, para um investidor de longo prazo, é sempre mais relevante avaliar um “filme” do que simplesmente um “retrato”.

    E, neste sentido, o indicador LPA cumpre bem este papel.

    O cálculo do Lucro por Ação não deve ser avaliado de maneira isolada e, como dito, pode variar de forma bastante expressiva a cada fechamento de exercício contábil.

    Como utilizar o LPA em uma análise?

    Mais uma vez, é necessário se destacar a importância destes movimentos serem observados com atenção pelos investidores, até para que se estabeleçam “padrões” para cada setor.

    Dito isso, é relevante que os investidores sempre procurem por ativos que tenham este indicador com menor volatilidade e que indique um padrão de consistência.

    Um ponto muito relevante para ser observado, ao fazer comparações em busca de empresas com LPA alto, é avaliar também o seu próprio payout.

    Muitas vezes, um aspecto deste indicador que é ignorado é o capital necessário para gerar o lucro líquido.

    Duas empresas distintas podem gerar o mesmo LPA, no entanto, com investimentos e abordagens completamente diferentes.

    Observe que uma empresa tende a ser mais eficiente ao usar seu capital para gerar renda futura com regularidade e, portanto, se tornando uma empresa de melhor qualidade na gestão de seus ativos.

    De forma mais simples, a eficiência regular na gestão da companhia implicará em lucros consistentes e constantes ao longo do tempo.

    Mais uma vez, é importante frisar a importância de os investidores estarem atentos à “manipulação” de ganhos, que afetará a qualidade do lucro apurado no exercício.

    Os chamados “lucros não recorrentes” podem induzir investidores menos experientes a assumir que a empresa é saudável. No entanto, o indicador estará, “naquele momento”, completamente distorcido.

    Por isso, distinguir este indicador corrente dos “passados” se torna uma tarefa obrigatória dentro do conceito de Value Investing (Investimento em Valor).

    Cuidados ao utilizar o LPA

    É sempre de grande valia destacar que é de extrema relevância lembrar que não se deve simplesmente confiar em um indicador financeiro isolado, mas usá-lo em conjunto com outras medidas e, neste sentido, é aconselhável que nunca se deve avaliar o LPA de maneira isolada em uma análise de investimentos.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Tiago 13 de maio de 2020

      A partir de qual número é recomendável um LPA ideal?

      Responder
      • Nalbert 9 de setembro de 2020

        Isso varia muito de setores para setores. Por exemplo: setores que precisam de muito capital para funcionar de forma “plena” geralmente apresentam margens líquidas pequenas e portanto lucros pequenos, o mesmo vale para setores muito concorridos, como o varejo por exemplo.

        Responder