letra de câmbio
Por: Tiago Reis

Letra de Câmbio: um investimento de renda fixa com segurança e boa rentabilidade

O mercado brasileiro possui uma diversidade cada vez maior de investimentos a disposição do público. Mesmo na renda fixa – conhecida por ser uma modalidade mais conservadora, existe, hoje em dia, um amplo leque de produtos diferentes, como o Tesouro Direto, CDB, LCI, a LCA e a menos conhecida Letra de Câmbio.

Desses, a Letra de Câmbio pode ser tão ou mais vantajosa que as outras opções da renda fixa.

O que é a Letra de Câmbio?

Também conhecida como LC, a Letra de Câmbio é um título de renda fixa. Com ela, o investidor empresta dinheiro para uma instituição financeira e recebe o valor de volta com juros em um determinado período. Ela é praticamente idêntica ao popular CDB, mas com uma diferença: enquanto o CDB é um título emitido dos apenas por bancos, a emissão das Letras de Câmbio é feita por financeiras.

Como tradicionalmente as financeiras possuem um porte menor, as LCs costumam apresentar rendimentos superiores às outras aplicações do mesmo tipo, como os CDBs, LCIs e LCAs e próprio Tesouro Direto. Em algumas instituições, uma Letra de Câmbio pode pagar até 120% do valor do CDI.

Tipos de Letra de Câmbio

As Letras de Câmbio são classificadas em três modalidades diferentes, definidas de acordo com a sua rentabilidade:

  • Prefixada: possui rentabilidade fixa, definida no momento da aplicação.
  • Pós-Fixada: possui rentabilidade variável, atrelada a uma porcentagem do CDI.
  • Híbrida: possui rentabilidade metade fixa (definida no momento da aplicação) e metade variável (atrelada normalmente a algum índice de inflação, como o IPCA);

Como funciona o investimento em Letra de Câmbio:

Valor mínimo de aplicação

As Letras de Câmbio possuem um valor de entrada mais elevado do que outros produtos de renda fixa, como o CDB e o Tesouro Direto. O investimento inicial em LCs costuma ser em torno de R$ 30 mil.

Prazos de investimento

As Letras de Câmbio não costumam oferecer liquidez diária, e geralmente possuem um vencimento entre 2 e 3 anos. Por ter um prazo maior do que outras alternativas de renda fixa, as Letras de Câmbio são mais indicadas para estratégias de longo prazo.

Rentabilidade e resgate do investimento

A LC possui carência atrelada ao vencimento – ou seja o investidor não pode retirar o seu dinheiro antes que este prazo do título acabe.

Porém, vale ressaltar que quanto mais longa for a Letra de Câmbio, maior será o seu rendimento.

Tributação

A LC está sujeita a mesma tributação regressiva dos CDBs e do Tesouro Direto. Logo, quanto maior for o tempo de investimento, menor será a incidência do Imposto de Renda.

As alíquotas de tributação são as seguintes:

  • 22,5% sobre os rendimentos obtidos para aplicações de até 6 meses;
  • 20% sobre os rendimentos obtidos para aplicações entre 6 meses e 1 ano;
  • 17,5% sobre os rendimentos obtidos para aplicações entre 1 ano e 2 anos;
  • 15% sobre os rendimentos obtidos para aplicações com mais de 2 anos.

Riscos do investimento em Letra de Câmbio

O risco das Letras de Câmbio é muito baixo, já que elas são protegidas pelo Fundo Garantidor de Crédito, o FGC. Ou seja, todo investimento em Letra de Câmbio possui cobertura garantida de até R$250.000,00 por CPF em cada instituição.

Mas mesmo sendo asseguradas pelo FGC, é importante lembrar que financeiras são mais frágeis que os tradicionais bancos.

Ou seja, são instituições possuem uma chance maior de quebrar e deixar de pagar o investidor.

Por isso, é sempre bom conferir a solidez da instituição emissora antes de escolher uma LC, principalmente para aplicações maiores que R$250.000,00.

Vale a pena investir em Letras de Câmbio?

Mesmo sendo pouco divulgadas, as Letras de Câmbio são um investimento interessante para quem procura alternativas na renda fixa que rendam um pouco mais do que a média.

Porém, é importante lembrar que a Letra de Câmbio possui algumas desvantagens.

Sua liquidez é baixa e o risco do investimento é ligeiramente maior do que outras opções, além de demandar um aporte inicial mais elevado.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

206 artigos
Ações

FIIs

53 artigos
FIIs

GARANTA ACESSO AOS DESCONTOS EXCLUSIVOS DA CYBERWEEK

não perca tempo! As ofertas terminam em:

DIAS
 HOR
 MIN
 SEG

CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO PARA ACESSAR AS OFERTAS: