Acesso Rápido

    Lei de Okun: entenda qual é a relação entre o PIB e o desemprego

    Lei de Okun: entenda qual é a relação entre o PIB e o desemprego

    O estudo da macroeconomia busca correlacionar diversos elementos econômicos como nível de poupança, renda nacional, taxa de juros, desemprego, entre outros. Esses elementos podem ser analisados entre si a fim de verificar o desempenho específico de algumas variáveis, como por exemplo, na lei de Okun.

    Isso porque a lei de Okun defende que existe uma interdependência entre crescimento da economia e crescimento do emprego. Além disso, a inter-relação entre esses dois fatores pode ser representada por meio de uma série de equações matemáticas.

    O que é a Lei de Okun?

    A lei de Okun é um preceito econômico que identifica uma relação inversamente proporcional entre PIB e taxa de desemprego. Ou seja, o crescimento econômico aumenta na medida em que aumenta a taxa de crescimento de emprego.

    Além disso, essa teoria elaborada na década de 1960 pelo economista americano Arthur Okun é  plicada ainda nos dias de hoje.

    Isso porque esse princípio econômico é uma importante ferramenta de auxílio na gestão das políticas macroeconômicas. Tendo em vista que permite descobrir qual a taxa de crescimento econômico necessária para reduzir o desemprego.

    Fórmula da Lei de Okun

    A lei de Okun pode ser representada por uma série de equações. Uma das mais conhecidas para realizar o cálculo é apresentada por meio da relação abaixo:

    • Ut – Ut – 1 = α + β (gyt – gy )

    Onde:

    • Ut = taxa de desemprego no período t;
    • Ut – 1 = taxa de desemprego no período (t – 1);
    • gyt = taxa de variação do PIB real;
    • gy = taxa normal de crescimento;
    • α = intercepto, que representa a parcela da variação do desemprego não influenciada pelo desvio do PIB.

    Em suas pesquisas, Okun definiu para os Estados Unidos um coeficiente, k = 3. A partir disso foi possível chegar a conclusão de que, para uma queda de 1% na taxa de desemprego, tem-se um aumento de 3% no PIB.

    Utilidade da lei de Okun

    Entre os principais utilizações dos princípios abordados pelo trabalho de Okun, temos:

    • Permite uma estimativa de quanto a economia de um país deve crescer anualmente a fim de manter as taxas de emprego.
    • Através dessa lei sabe-se que, com crescimento de 3% na economia, os níveis de emprego podem ser mantidos.
    • Também permite que você saiba que para diminuir a taxa de desemprego, você precisa aumentar 2% na economia.
    • É importante ressaltar também que essa lei pode ser aplicada tanto em países desenvolvidos como também em países subdesenvolvidos.

    Aplicabilidade da Lei de Okun

    Essa lei já foi aplicada em diversos países em diversas condições econômicas diferentes. Como resultado, pode-se verificar que ela se confirma em grande parte dos casos.

    Contudo, a relação apresentada por esta lei não é precisa mas sim indicativa, então ela varia conforme uma série de fatores. Também costuma ser mais eficaz se a taxa de desemprego estiver entre os valores de 3% a 7,5%.

    Cabe ressaltar ainda que esta lei apresenta resultados muito mais efetivos em uma análise de longo prazo do que no curto prazo.

    A lei de Okun estabelece uma relação entre indicadores econômicos. Para saber mais sobre outros assuntos que interferem na economia, inscreva-se gratuitamente em nosso canal do Whatsapp e mantenha-se sempre atualizado.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *