leaseback
Por: Tiago Reis

Leaseback: entenda como funciona essa operação de leasing

Uma tipo de operação financeira e patrimonial vem sendo cada vez mais utilizada pelas empresas no Brasil: o leaseback.

Porém, embora a operação ofereça uma série de benefícios, o leaseback possui algumas características que só o tornam vantajoso para determinados tipos de empresas e setores.

O que é o leaseback?

O leaseback é uma forma de leasing, ou arrendamento mercantil, conhecida como “leasing de retorno”. Nele, a empresa vende um ativo operacional de alto valor (geralmente um imóvel) e o aluga de volta. Desta forma consegue obter recursos para o caixa do negócio e ainda utilizar o bem em questão.

Assim, para caracterizar o é preciso que o vendedor também seja o locatário do bem a ser envolvido na operação.

Este tipo de operação também é chamada de “sale and leaseback”. Porém, apesar do sale & leaseback ter natureza financeira, ainda é uma operação imobiliária.

Qual a lógica por trás do leaseback?

Vender e alugar um imóvel de volta pode ajudar uma empresa a sair do vermelho. E, diferente de um empréstimo, sem incidência de altas taxas de juros.

Com isso, tende a ser um capital mais barato e com menos riscos.

Além disso, uma vantagem importante deste tipo de operação está na possibilidade de reinvestir o dinheiro obtido com a venda.

Algo que proporciona uma melhora no índice de liquidez corrente da empresa, fortalecendo o caixa da mesma e dando condições para que ela continue ou expanda suas atividades.

Funcionamento do leaseback

leaseback

Este tipo de operação é prevista legalmente por meio da Lei n. 6099/74, mais especificamente no artigo 9º.

Segundo o texto, o leaseback pode ser feito tanto com o próprio vendedor quanto com uma pessoa jurídica vinculado a ele. Além disso, as instituições financeiras também podem fazer este tipo de transação.

Como acontece na maioria dos contratos de leasing, no leaseback, pode estar prevista no acordo a possibilidade de compra do imóvel ao final do tempo de locação.

Logo, a operação funciona como uma espécie de compra parcelada.

Assim, os valores pagos mensalmente serão utilizados para abater o valor total do imóvel a ser adquirido. Mas, vale lembrar que estes contratos costumam ser de longo prazo.

Vantagens e características do leaseback

Para o comprador, a vantagem está no retorno imediato obtido com o aluguel e a correção anual do valor do imóvel (caso este valorize).

Além disso, todo contrato de arrendamento traz mecanismos de segurança para evitar a perda de dinheiro do investidor.

Entretanto, o leaseback não é utilizado apenas por empresas endividadas. Mas também por aquelas que não desejam deixar o seu capital parado.

Outra grande vantagem está no fato de o pagamento do aluguel ser uma despesa operacional da empresa.Com isso, ele se torna dedutível do imposto de renda a ser pago pelo negócio. O que é financeiramente interessante para os empreendimentos.

Logo, o leaseback pode ser uma alternativa interessante para injetar liquidez em uma empresa a um baixo custo. Baixe gratuitamente o nosso guia sobre Como Analisar uma Ação e entenda como isso pode ser interessante sob o ponto de vista de um investidor de valor.

Apesar de apresentar muitas vantagens, o leaseback só deve ser feito mediante um bom planejamento. Isso porque, se for uma transação descuidada, o que era um ativo pode se tornar uma dívida impagável.

Logo, antes de aderir ao leaseback, é preciso ter certeza de que o aluguel caberá no bolso da empresa.

 

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

2 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Einstein 16 de abril de 2020

    A empresa que vende o imóvel para o FII, paga imposto de renda sobre o valor arrecadado na operação ?

    Responder
  • Oseias Barbosa da Silva 16 de junho de 2020

    Gostei das informações , são muito importantes para quem quer analisar melhor os investimentos de capital da empresa e investir com rentabilidade segura se a empresa cobrir os custos .
    Pretendo , fazer negócios nessa área , vou me inteirar mais sobre esse assunto .

    Obrigado

    Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

207 artigos
Ações

FIIs

58 artigos
FIIs
accounting (1)

Minicurso Gratuito

Contabilidade Para investidores

Aprenda os principais conceitos sobre contabilidade que todo investidor precisa saber!

Group 285

NÃO VÁ EMBORA AINDA..

O portal que vai te ajudar a começar
a investir.

Todos os conteúdos gratuitos 
da Suno em um só lugar!