ConhecimentoInvestimentos

Os Juros Sobre Capital Próprio e suas principais características

By 5 de outubro de 2017 No Comments

Ao se associar a uma companhia aberta e se tornar membro de um empreendimento, um investidor fica, automaticamente, submetido aos benefícios financeiros provenientes da geração de renda e valor daquele negócio e, nesses proventos, os Juros Sobre Capital Próprio (JCP) se faz presente de forma bastante considerável.

Desta forma, ao se tornar sócio de uma empresa sólida e sustentável a um preço atrativo, esta pessoa que aplica seus recursos obtém, além do consequente aumento de seu capital proveniente da valorização daquele ativo, um acréscimo no seu patrimônio em função da distribuição feita pela companhia através dos Juros Sobre Capital Próprio.

É interessante destacar que os JCP são, juntamente com os dividendos, as formas mais comuns das empresas bonificarem seus acionistas.

 

Principais características dos JCP

Os acionistas de uma empresa optante por beneficiá-los através dos Juros Sobre Capital Próprio recebem em dinheiro, diretamente na conta que possui na corretora a qual é cliente, um valor proporcional ao número de ações que possui daquela companhia.

Deste valor recebido, existe uma dedução, na fonte, de 15%, referentes ao imposto de renda pago pela empresa em questão.

O grande subterfúgio presente neste tipo de provento se faz presente no fato da companhia optante por esses subsídios o deduzirem de suas demonstrações contábeis como uma despesa antes do lucro, reduzindo, com isso, a sua carga tributária referente ao imposto de renda, e repassando-a, com isso, aos seus sócios.

Assim sendo, a grande vantagem para a empresa em questão no pagamento dos JCP se faz na sua questão fiscal, visto que, conforme explicado anteriormente, a mesma diminui o seu percentual de lucro e, por consequência, os impostos dele descontados.

Muitas pessoas consideram os dividendos como sendo mais viável por não apresentar tributação na fonte, entretanto, se esquecem que, quando uma empresa paga dividendos, o mesmo já está com seus impostos descontados, isto por que os mesmos foram deduzidos por parte da companhia. Como o acionista é um dos donos dessa empresa, por consequência ele também pagou, indiretamente, esses tributos provenientes da empresa.

 

Como saber o histórico dos juros sobre capital próprio?

Para localizar informações referentes aos JCP, é preciso entrar no site da BM&FBovespa e, na página principal, clicar em “Renda Variável”, presente na aba “PRODUTOS”.

Logo em seguida, basta clicar no botão “SAIBA MAIS” na seção referente às ações, conforme destacado abaixo.

Depois disso, é preciso clicar em “EMPRESAS LISTADAS” e então, logo abaixo, aparecerá um alfabeto no qual será preciso clicar na letra referente à companhia que se tenha interesse em pesquisar as suas bonificações.

Tomemos como exemplo a transmissora de energia elétrica Taesa.

Após o clique no botão referenciado na seção acima descrita, encontraremos a interface abaixo, na qual deveremos clicar em “EVENTOS CORPORATIVOS”.

Ao clicar, em seguida, no botão “Proventos em Dinheiro”, logo abaixo aparecerá o pagamento documentado de proventos da companhia.

Como podemos perceber logo acima, a Taesa apresenta histórico de pagamentos tanto de dividendos como de juros sobre capital próprio que, inclusive, são bem recorrentes e satisfatórios.

Outra maneira de buscar saber o histórico de proventos das empresas de capital aberto é buscar nos seus respectivos sites, na seção “Relação com Investidores”.

Lá deverão estar contidos boa parte do histórico de pagamentos, tanto de dividendos como de JCP, das empresas listadas na bolsa de valores.

 

Conclusão

No papel de sócio de uma empresa, o recebimento de bonificações demonstra o quão justo e satisfatório é poder participar de empreendimentos de sucesso que possuem a capacidade de contribuir fortemente para a evolução da humanidade.

As vantagens e desvantagens de uma empresa pagar os seus acionistas por meio de juros sobre capital próprio costumam variar bastante de setor para setor e, por isso, o estudo aplicado sobre mercado de capitais e toda a sua dinâmica é fundamental para que um investidor obtenha sucesso nesse universo fascinante das finanças no longo prazo.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.