Por: Tiago Reis

Investimento a longo prazo: a forma mais segura de ganhar dinheiro

Um investimento a longo prazo geralmente é aquele que supera cinco anos, podendo muito bem superar 10, 20 anos de aplicação. A vantagem de se observar uma janela de tempo mais prolongada é a possibilidade de reagir cada vez menos a impulsos emocionais diante de pequenas perdas momentâneas.

Agora importante ressaltar que, não necessariamente o investidor deve ter 100% dos seus recursos alocados em investimentos a longo prazo. Uma pequena parte deles pode ser voltada para fundos de reserva de emergências e de possíveis oportunidades que possam por ventura acontecer nas diversas variações de mercado.

Agora em se tratando em investimentos a longo prazo, a bolsa de valores é de longe a melhor opção de aplicação que o investidor poderia ter em mãos. Todo investidor iniciante que entrar no mercado acionário deve ter em mente que aquele investimento é voltado para o longo prazo.

Além disso, o aplicador deve ter em mente que um acompanhamento da carteira de investimentos deve ser feita de ano em ano ou de seis em seis meses, para aqueles que querem ter um maior controle sobre suas aplicações. Caso uma ação não mais satisfaça os critérios estabelecidos pelo investidor ela deve ser substituída por outra.

Vantagens do investimento a longo prazo

As vantagens do investimento a longo prazo são muitas, uma das maiores é a possibilidade de fazer escolhas mais racionais e cautelosas sobre as suas opções de aplicação. Além disso, esse tipo de investimento deve ser sempre acompanhado de uma adequada diversificação, o que em nossa opinião pode ser um número entre 12 a 15 ativos.

Além disso, a vantagem fiscal se torna relevante nesses casos, pois quanto maior o prazo, geralmente paga-se menos impostos sobre os ganhos de capital, resultando em taxas de retornos superiores.

Principais investimentos de longo prazo

Existe uma variedade grande de investimentos que podem ser voltados para o longo prazo, especialmente aqueles ligados a renda variável, a seguir falaremos um pouco mais sobre eles:

  • Fundos de renda fixa: É um produto financeiro geralmente oferecido por bancos e corretoras, esses fundos de renda fixa oferecem uma estrutura que pode ser considerada uma cesta diversificada de aplicações. Esses fundos são direcionados de acordo com o perfil do investidor, nível de recursos, liquidez entre outros fatores. Essas aplicações geralmente possuem taxas atreladas à Selic ou IPCA e no longuíssimo prazo podem não apresentar um desempenho tão elevado quanto às aplicações em renda variável.
  • Ações: As ações são aplicações que representam pequenas parcelas de empresas de capital aberto negociadas na bolsa de valores. Aquele investidor que adquire ações de uma companhia se torna sócio minoritário da empresa e então ele passará a deter os direitos de receber dividendos daquela empresa.

Importante ressaltar que esses papéis sofrem oscilações que na prática refletem o interesse dos investidores nas ações de determinada companhia. No curto prazo essas variações podem não fazer sentido, mas no longo prazo elas seguem fidedignamente os fundamentos da empresa.

  • Fundos imobiliários: Bastante semelhante ao o que acontece com as ações, os fundos imobiliários são cotas de participações em grandes empreendimentos imobiliários que são negociados em bolsa de valores e apresentam variações diárias em suas cotações, de acordo com a lei da oferta e demanda. Essas aplicações são interessantes para aqueles investidores que buscam renda mensal, algo que é bastante comum entre os fundos imobiliários.

Conclusão

Investimento a longo prazo pode ser uma estratégia bastante interessante se o investidor tiver em mente que as notícias e oscilações puramente mercadológicas fazem muito pouca diferença em seus investimentos numa visão mais estendida. Esse tipo de investimento, ao contrário do que muitos dizem, pode trazer muito dinheiro, pois está baseado no conceito dos juros compostos que estarão agindo a seu favor.

 

 

 

 

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

205 artigos
Ações

FIIs

52 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Invista Como
Warren Bufeett

Aprenda a usar a estratégia do Value Investing, usada pelo maior investidor do mundo!