Acesso Rápido

    Saiba o que são insurtechs e como movimentam o setor de seguros

    Saiba o que são insurtechs e como movimentam o setor de seguros

    Insurtechs são empresas que vêm ganhando destaque em meio às revoluções no mercado financeiro trazidas pela tecnologia. No caso dessas companhias, elas buscam otimizar várias operações burocráticas e pouco eficientes no setor de seguros.

    Assim como as famosas fintechs, as insurtechs vieram para, através dos serviços tecnológicos, facilitar o relacionamento das pessoas com as finanças.

    O que são insurtechs?

    As insurtechs são startups de seguros que se baseiam na tecnologia para estreitar o relacionamento entre cliente e seguradora. A palavra insurtech vem da junção de dois termos de origem inglesa: “insur” provém de insurance, (seguro); “tech”, de technology (tecnologia).

    Assim sendo, uma insurtech é uma empresa com um novo modelo de negócio a oferecer para o mercado de segurados. O aparecimento dessas organizações revolucionou o mercado ao trazer também um novo ciclo nas comercializações entre seguradoras e clientes.

    O processo de negociação nesse mercado é tradicionalmente muito apegado aos procedimentos do mundo físico e manual. Dessa forma, a adoção de tecnologia digital permite tornar procedimentos burocráticos, como a elaboração de apólices, mais simples e eficientes.

    Vantagens das insurtechs

    A chamada insurance technology surgiu para transformar o antigo modelo de negócio das seguradoras e bancos. As novas bases para remodelar o negócio não visam somente facilitar o relacionamento junto aos clientes. Mas também, adaptar os processos como na forma de app de seguros e inovações dos contratos.

    A redução de custos talvez seja o maior benefício para as seguradoras. Para o cliente, processos menos burocráticos representam ganho de esforço e de tempo. Os investimentos em seguros digitais seguem em tendência de alta, no mesmo ritmo das fintechs.

    Além desses pontos, as insurtechs também apresentam outros benefícios, como:

    • Acesso aos dados e perfil do cliente através da tecnologia. Isso possibilita uma análise criteriosa desses usuários;
    • Escalabilidade e redução de despesas para empresas que não adotam a estrutura física;
    • Emprego de processos automatizados;
    • São facilitadoras de serviços financeiros, principalmente as apólices;
    • Maior e melhor relacionamento com clientes;
    • Poder de personalizar de forma mais precisa os serviços oferecidos de acordo com o perfil do segurado;
    • Serviços mais rápidos, com menor tempo de processamento da negociação e do atendimento ao cliente.

    Quer começar a investir na Bolsa de Valores? Baixe o e-book que orienta sobre o início nesse mercado.

    Impacto das insurtechs no mercado de seguros

    Com o surgimento das insurtechs, pela primeira vez, a indústria de seguros vem sendo exposta a inovações e disrupções que podem remodelar totalmente o segmento.

    Vista como uma atividade engessada e burocrática, estas mudanças propostas pelo surgimento das insurtech estão muito além de promover apenas a otimização dos processos e um melhor relacionamento com os clientes das seguradoras. O conceito de insurtech propõe uma grande ruptura no modelo de negócios dos seguros.

    Por fim é preciso reforçar que, mesmo novidades como os aplicativos de seguros tenham maturidade suficiente para serem consideradas confiáveis, os novos produtos e serviços precisam estar de acordo com as normas usadas no modelo tradicional.

    No caso do mercado de seguros brasileiro, a fiscalização é feita pela Superintendência de Seguros Privados (Susep).

    Foi possível conhecer melhor o que são insurtechs por meio deste artigo? Deixe suas dúvidas nos comentários a seguir.

    Tiago Reis