Índices de liquidez
Por: Tiago Reis

Índices de liquidez: saiba quais são e como calculá-los

Liquidez, de forma geral, representa a conversão de um ativo em dinheiro. Índices de liquidez consistem em maneiras de medir a facilidade e a velocidade com que um ativo se transforma em dinheiro.

Os índices de liquidez de uma empresa referem-se à capacidade que esta possui de pagar suas obrigações de curto prazo. A liquidez está atrelada à solvência da organização, que é sua capacidade de cumprir obrigações de longo prazo.

Índices de liquidez inadequados indicam problemas no fluxo de caixa, que refletirão diretamente na situação financeira da empresa.

Vamos listar os índices de liquidez:

  • Índice de liquidez geral;
  • Índice de liquidez corrente;
  • Índice de liquidez seca;
  • Índice de liquidez imediata.

De fato, é possível calcular os índices de liquidez através de diversas fórmulas.

Vamos conhecer melhor cada um destes índices de liquidez e como calculá-los.

Liquidez geral

Outro dos índices de liquidez é a liquidez geral, que exprime a liquidez de longo prazo de uma organização.

A fórmula deste índice de liquidez é a soma do Ativo Circulante (AC) com o Ativo Realizável a Longo Prazo (ARLP) dividido por Passivo Circulante (PC) somado ao Passivo Não Circulante (PNC), sendo ARLP itens a receber a longo prazo e IR a ser recuperado.

Não é calculado o ativo total, visto que há certos itens do ativo que não são convertidos em dinheiro, como investimentos.

Liquidez corrente

O índice de liquidez corrente expressa a capacidade de uma empresa de realizar pagamentos a curto prazo.

É obtido dividindo-se AC por PC, e é um dos índices de liquidez mais úteis para uma empresa.

O índice de liquidez corrente deve ser maior que 1, porém é desaconselhável que a organização deixe paralisados um grande volume de caixa ou um alto valor na conta de estoque, pois é preferível utilizar tais recursos para financiar operações.

No ambiente empresarial, existe uma situação chamada trade-off, em que estas procuram se equilibrar entre o aumento de liquidez ou o aumento de investimentos em ativos menos líquidos, mas rentáveis.

Uma liquidez corrente eficiente depende do setor da empresa, mas pode ser ao redor de 2. Além disso, quanto mais previsíveis os fluxos de caixa, menor a LC.

Índice de liquidez seca

O índice de liquidez seca se parece com o índice de liquidez corrente, porém não considera a parte dos estoques.

Assim, a fórmula deste índice de liquidez é AC subtraído de Estoques PC.

É indicado a empresas cujos estoques são significativos para seu funcionamento; entretanto, caso esses estoques possuam grande valor, pode-se excluí-los da análise da liquidez, ou seja, relevar a possibilidade de não comercializar tais produtos.

Índice de liquidez imediata

O índice de liquidez imediata é chamado de conservador, e considera o disponível da empresa comparando- ao Passivo Circulante.

Sua fórmula é expressa por Disponível PC.

Não leva em consideração o caixa e seus equivalentes (disponível) em relação ao PC.

Basicamente, o índice de liquidez imediata expressa a capacidade que uma empresa tem de efetuar pagamentos com dinheiro ou o que se converte rapidamente em dinheiro.

Raramente tal índice ultrapassa 1.

Conclusão

Resumindo, os índices de liquidez de uma organização expressam sua capacidade de pagamento através de medidas quantitativas. Controlar a liquidez é essencial em uma empresa, tendo o cuidado de evitar índices por demais elevados: indicam problemas para aplicar recursos em operações que podem melhorar a rentabilidade.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

202 artigos
Ações

FIIs

51 artigos
FIIs

Minicurso Gratuito

Contabilidade Para investidores

Os principais conceitos sobre contabilidade que todo investidor precisa saber!

Série Guia Suno

3 Livros pelo preço de 1

Aprenda tudo que você precisa saber para começar a investir com a série didática de livros Guia Suno