Acesso Rápido

    Índice Futuro: como funciona esse contrato? Vale a pena?

    Índice Futuro: como funciona esse contrato? Vale a pena?

    Quando o assunto é mercado financeiro, logo vem à mente o investimento em ações. Entretanto, existe uma infinidade de ativos sendo negociados todos os dias na Bolsa de Valores. Alguns deles são utilizados inclusive como forma de proteção, como é o caso dos contratos de índice futuro.

    O contrato de índice futuro é um ativo que pode ser utilizado para quem deseja aplicar diversas estratégias como alavancagem, especulação e hedge.

    O que é Índice Futuro?

    O índice futuro é um contrato do mercado financeiro que deriva de um índice. Ele é negociado em um ambiente chamado Mercado Futuro, local onde os investidores podem fazer diversas operações financeiras e aplicar estratégias de acordo com o perfil de cada um.

    Na Bolsa de Valores Brasileira, B3, o principal índice futuro é o Ibovespa Futuro (INDFUT), que representa a expectativa de preços do Ibovespa – ou simplesmente IBOV. Neste caso, para o investidor que acredita na alta do IBOV, é possível comprar o INDFUT como uma forma de especulação.

    Planilha de Controle de Investimentos

    Faça o controle completo das suas ações, FIIs e todos os seus investimentos com a nossa planilha gratuita de Controle de Investimentos!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Quais são os principais índices futuros?

    Os índices futuros podem ser negociados através de contratos como:

    • Contrato de índice “cheio” (IND);
    • Mini contrato de índice (WIN).

    Existem algumas diferenças entre o índice cheio e o mini índice, uma delas é o tamanho do contrato e o lote mínimo.

    Como funciona um índice futuro?

    Os índices futuros são utilizados por diversos investidores para aplicar estratégias como hedge (proteção), alavancagem, especulação, entre outros.

    De forma resumida, os contratos de índice futuro são acordos de compra ou venda com um vencimento no futuro. Ou seja, eles apresentam uma negociação entre duas partes com uma data de vencimento previamente definida.

    O contrato de índice futuro é calculado em pontos, os quais podem ser comprados e vendidos de acordo com a expectativa sobre o índice. Assim, quando o acordo é liquidado entre as partes, será considerado a diferença entre o IBOV atual, por exemplo, e o valor definido no contrato.

    Tamanho dos contratos de índice futuro

    O tamanho dos contratos de índice cheio equivalem a R$1,00 x pontos do Ibovespa.

    Por outro lado, os contratos de mini índice é igual a R$0,20 x pontos por Ibovespa

    Lote mínimo dos contratos de índice futuro

    Para as negociações de índice futuro, o lote mínimo do índice ”cheio” (IND) é de 5 contratos.

    Contudo, o lote mínimo do mini índice (WIN) é de 1 contrato. Isso acontece justamente para facilitar o acesso aos pequenos investidores.

    Vencimento dos índices futuros

    O vencimento dos contratos de índice cheio ocorrem sempre nos meses pares e na quarta-feira mais próximo ao dia 15 do vencimento. O vencimento ocorre de forma bimestral, sendo representado pelas seguintes letras:

    • G: fevereiro
    • J: abril
    • M: junho
    • Q: agosto
    • V: outubro
    • Z: dezembro

    Já o vencimento dos contratos de mini índice é semelhante ao índice cheio – quarta-feira mais próximo ao dia 15 do vencimento no meses pares.

    E-book: 10 livros que todo investidor deveria ler

    Conheça os 10 livros de investimentos e finanças mais importantes e amplie seus conhecimentos como investidor!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Cotação dos contratos de índice futuro

    A cotação dos contratos de índice “cheio” (IND) equivale a R$ 1,00 x pontos.

    Por exemplo: Caso o investidor deseja investir nesta modalidade, ele terá que desembolar R$ 500.000,00 em um contrato-padrão, caso o ibovespa esteja cotado em 100 mil pontos, pois é necessário no mínimo 5 contratos, ou seja, R$ 1,00 X 100.000 X 5.

    Cabe ressaltar que a cotação do índice futuro é ajustada diariamente. Logo, para quem deseja se posicionar no mercado todos os dias, é preciso ficar atento, pois pode receber ou precisar pagar o ajuste diário.

    Já a cotação dos mini contratos de índice (WIN) equivale a R$ 0,20 x a pontuação do Ibovespa.

    Por exemplo: Caso o investidor deseja investir em um mini contrato com a cotação do ibovespa em 100 mil pontos, ele terá que desembolsar R$ 20.000,00,ou seja, R$ 0,20 X 100.000 X 1.

    Essa estrutura gera liquidez para as operações, além de tornar mais fácil o acesso aos investidores iniciantes – principalmente para aqueles que desejam começar a investir com pouco dinheiro.

    Como investir em índices futuros?

    Para começar a investir em contratos de índice futuro primeiro é necessário abrir conta em uma corretora e transferir o valor desejado. Após este passo, é importante que o investidor entenda seu perfil de risco e defina seus reais objetivos.

    Um jeito fácil de colocar em prática essa etapa é preencher um formulário chamado suitability.

    Feito isso, basta começar a investir. Assim, caso surja dúvidas no meio do caminho, é possível contar com a ajuda de profissionais especializados capazes de auxiliar e monitorar as operações de compra e venda no mercado financeiro.

    Conseguiu entender tudo sobre índice futuro? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Gilberto Tavares 18 de novembro de 2020

      Tiago, tenho 56 anos, 68.000,00 e estou fazendo aportes mensais entre 4.000,00/5.000,00, depende de algumas despesas extras que sempre surgem. Sou muito controlado com nosso dinheiro, sem ser muquirana, murrinha, essas coisas (sou casado, minha esposa tem seu salário, mas unimos os dois salários em um só). Já tenho casa própria e uma vida tranquila em relação a dinheiro. Estou lendo muito sobre investimentos, mas ainda não sei onde seria melhor aplicar esse dinheiro e os aportes mensais que é uma boa quantia. Breve terei 100.000,00 e até 2024 pretendo ter 350.000 e tenho a ideia de comprar kitnets para aluguéis. Vejo sempre falar da Bolsa de valores, mas nunca apliquei nada lá, pois desconheço esse universo financeiro! Minha esposa não aceita nem falar em Bolsa, pois acha que perderemos tudo o que conquistamos. Sei que não é assim, mas isso acontece, pois sei de histórias ruins na Bolsa, que são as que mais se sobressaem. Como iniciar nesse mundo da Bolsa de valores? Como convencer a esposa de que é uma boa alternativa? Na Bolsa tem como fazer aportes mensais? Muitas dúvidas, mas querendo evoluir, sempre!

      Responder
      • Suno Research 18 de novembro de 2020

        Olá, Gilberto! Tudo bem?
        Primeiramente, meus parabéns pela iniciativa! A Bolsa não é o cassino que todos dizem. Com consistência e pensamento de longo prazo, os resultados podem ser bem positivos. Sugerimos que procure por livros sobre finanças e consuma bastante conteúdo. Isso fará com que você construa bons alicerces na sua jornada como investidor. Inclua sua esposa nesse processo, faça com que ela perca o preconceito estudando em conjunto com você.
        E sim, é possível fazer aportes mensais na Bolsa de Valores (inclusive, é o recomendado). Conte conosco em sua jornada como investidor! Desejamos sucesso!!
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder