indicadores financeiros

Indicadores financeiros são essenciais para a escolha de ações na bolsa de valores.

Mas você sabe o que são de fato os indicadores financeiros?

Indicadores financeiros são fórmulas pré estabelecidas que buscam, como o próprio nome sugere, indicar a situação financeira de uma empresa. Ao observar um indicador financeiro e compará-lo ao de outras empresas, é possível ter uma boa ideia da saúde financeira de um negócio.

Justamente por isso que a análise por indicadores financeiros é bastante utilizada para se escolher ações. Neste texto você poderá observar, também, a fórmula de cada indicador financeiro.

Os 5 principais indicadores financeiros

os 5 principais indicadores financeirosExistem inúmeros indicadores que são utilizados pelos investidores. Neste artigo serão elencados os 5 principais indicadores financeiros na hora de escolher uma boa ação para investir. São eles:

ROE

O ROE é a sigla em inglês para “return on equity“. Em português este indicador é conhecido como retorno sobre o patrimônio líquido.

A fórmula do indicador financeiro ROE é:

ROE = Lucro líquido / Patrimônio Líquido

Imagine, por exemplo, que uma companhia teve um lucro líquido de R$ 20 milhões e possui um patrimônio líquido de R$ 100 milhões.

Isto significa, portanto, que o seu ROE foi de 20%.

Quanto maior o ROE de uma empresa, maior o lucro que ela consegue obter para cada unidade do seu patrimônio líquido. Por isso, o ROE é considerado um dos 5 principais indicadores financeiros.

Geralmente quanto maior o ROE melhor é considerada uma companhia.

ROIC

ROIC significa “return on invested capital“. O ROIC busca demonstrar o retorno sobre o capital investido pela empresa.

Dessa forma, ele não considera apenas o patrimônio líquido, mas todo o capital investido. Pois, assim, estará considerando também o capital aplicado pelos credores.

A fórmula do ROIC é:

ROIC = NOPAT / Capital total investido

Sendo NOPAT a sigla para “net operating profit after taxes”. Ou o lucro operacional após o pagamento de impostos.

Assim como o ROE, quanto maior for o ROIC, melhor é considerada a saúde financeira de um negócio.

Margem bruta

A margem bruta é um ótimo indicador de vantagem competitiva. Quanto maior ele for, maior é considerada a capacidade de uma empresa de agregar valor ao seu produto.

A fórmula do indicador financeiro margem bruta é dada por:

Margem bruta = Lucro bruto / Receita líquida

É importante ressaltar que o lucro bruto é a receita menos o custo dos bens vendidos por uma companhia.

Imagine, por exemplo, que uma empresa obteve um lucro bruto de R$ 100 milhões enquanto a sua receita líquida foi de R$ 200 milhões.

Isto significa, portanto, que a sua margem bruta foi de 50%, pois:

R$ 100 / R$ 200 = 0.50 = 50%

Margem Ebitda

A margem Ebitda se assemelha à margem bruta. A diferença é que, ao invés de se utilizar o lucro bruto no numerador da fração, se utiliza o Ebitda.

O Ebtida é o lucro antes dos impostos, juros, depreciação e amortização. Portanto, ele é um estágio posterior ao lucro bruto.

Visto que ele leva em conta a subtração de alguns fatores os quais o lucro bruto não considera.

Margem líquida

A margem líquida, por sua vez, é a divisão do lucro líquido pela receita líquida.

Por levar em conta o lucro líquido, este indicador é considerado um dos 5 principais indicadores financeiros.

O lucro líquido é um dos fatores mais importantes ao analisar empresas. E quanto maior for este lucro líquido em relação à receita líquida – ou seja, quanto maior for a margem líquida – melhor será considerada a situação financeira da empresa.

Dessa forma, este, assim como os demais indicadores financeiros, é crucial na análise de um ativo por parte do investidor.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.