Acesso Rápido

    Indicadores de endividamento mostram a saúde financeira de empresas

    Indicadores de endividamento mostram a saúde financeira de empresas

    Qualquer gestor ou investidor quer ter mais informações sobre a saúde financeira do negócio. Essa busca por dados é um pilar, por exemplo, da análise fundamentalista. Um dos principais índices financeiros de um negócio são os indicadores de endividamento.

    Conhecer os indicadores de endividamento é de grande importância porque permite conhecer detalhes da gestão financeira de uma empresa.

    O que são indicadores de endividamento

    A função dos índices contábeis, como indicadores de endividamento, é medir quanto uma empresa possui de dívida sobre o valor de patrimônio e ativos.

    A análise desses índices permite a uma empresa saber se está gerindo seu negócio de forma sustentável ou se tende a ter problemas financeiros num futuro próximo.

    Uma empresa pode ficar endividada além do que seria ideal por uma série de fatores. Além disso, quando usada a fórmula de indicadores de endividamento errada, a real situação pode demorar para aparecer.

    Usar apenas a receita de um negócio não permite conhecer a saúde financeira real de uma companhia. Isso significa dizer que um volume alto de ingressos não diz nada por si só.

    Por exemplo, uma receita de 10 bilhões de reais, apesar de expressiva, não quer dizer que tudo esteja bem. Este mesmo negócio pode ter um total de despesas de de 12 bilhões reais. Assim, estaria se encaminhando para ter um déficit operacional e, posteriormente, precisaria se endividar.

    Principais índices de endividamento:

    Determinados negócios têm uma gestão financeira bastante complexa. Assim, essas empresas precisam de indicadores de liquidez e endividamento adequados. Os principais índices para medir o grau de endividamento são seis:

    • Margem Líquida: é a capacidade da empresa gerar lucro quando comparada a receita líquida que ela teve no período;
    • Liquidez Corrente: mostra se aquela empresa possui recursos para pagar todas as despesas (produtos em estoque, imóveis, maquinário);
    • Rentabilidade do Ativo: apresenta a rentabilidade e eficiência operacional de uma empresa no mesmo período;
    • Giro do Ativo: mostra se maquinários, processos e imóveis estão sendo úteis e lucrativos para uma empresa;
    • Imobilização do Patrimônio Líquido: mostra se é rentável para um negócio alugar ou vender máquinas, imóveis ou bens que uma empresa possua;
    • Endividamento: faz uma comparação entre o patrimônio de um negócio com todas as despesas que a empresa possui;

    Cada um deles apresenta detalhes diferentes da gestão financeira de um negócio e podem ser usados para análises mais aprofundadas. Nem todos os negócios precisam usar todos os indicadores.

    Análise dos indicadores de endividamento

    Com as informações contábeis dos índices é mais fácil fazer a gestão financeira de qualquer empresa. Além disso, é possível saber o grau de endividamento e tomar melhores decisões.

    Isso porque muitas empresas podem ter uma dívida mais alta do que seria recomendável para o seu ramo de negócio. Mas, com as informações dos indicadores, conseguem traçar estratégias para reverter essa situação.

    Quer ter mais conhecimento para analisar empresas? Faça o minicurso de contabilidade para investidores.

    Por exemplo, se forem usados os indicadores Giro de Ativo e Imobilização do Patrimônio Líquido, um gestor pode ter mais informações sobre bens que possui que não dão o retorno esperado para o negócio.

    Em resumo, usar as fórmulas de indicadores de envidamento adequadas é o caminha para o gestor ou os investidores entenderem a real situação financeira de um negócio.

    Ficou alguma dúvida sobre o que são indicadores de endividamento? Escreva suas dúvidas nos comentários.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *