Acesso Rápido

    Imob: entenda como funciona o Índice Imobiliário da B3

    Imob: entenda como funciona o Índice Imobiliário da B3

    Conhecer os diversos índices como pode ajudar nas decisões de investimentos. Para quem se interessa pelo setor imobiliário, por exemplo, existe o índiec Imob. Com ele é possível ter uma visão geral do desempenho do setor imobiliário durante intervalos determinados.

    Criado pela B3, o Imob é uma ferramenta já bastante utilizada por quem deseja realizar aportes e aplicações na área de imóveis e construção civil, como os fundos imobiliários.

    O que é o Imob?

    O Imob (Índice Imobiliário) é um índice voltado ao mercado imobiliário, que tem por objetivo mostrar o desempenho médio dos principais ativos desse setor.

    Trata-se de um índice de retorno total, o que significa que ele aponta o retorno completo proporcionado por aquela aplicação específica.

    E-book: Investindo em Fundos Imobiliários

    Baixe gratuitamente nosso ebook sobre os Fundos Imobiliários e conheça a forma mais simples e efetiva de se investir em imóveis!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Como funciona o Imob?

    Como o próprio nome sugere, o Imob é baseado nas principais empresas ligadas ao ramo imobiliário listados e ofertados na B3. Segundo a empresa, ele funciona como uma carteira hipotética formada por diversos ativos do mesmo setor.

    Ou seja, os ativos listados nela são analisados como parte de uma carteira que trabalha apenas com a atividade imobiliária e da construção civil que, na prática, são vinculadas.

    Mas há alguns requisitos para integrar a carteira teórica do Imob, como:

    • Não estar em recuperação judicial ou extrajudicial;
    • Manter presença em 95% dos pregões desde o início da negociação;
    • Estar livre de intervenção;
    • Serem negociados a mais de R$ 1 (não ser um penny stock);
    • Estar em oferta pública durante o período das três carteiras anteriores;
    • Não trabalhar em regime especial de administração temporária;
    • Estar fora de situação especial de listagem.

    Vale ressaltar que há o limite de 20% para a participação de ativos no índice. Isso tanto para a sua inclusão quanto nas reavaliações feitas de forma periódica.

    Caso esse limite seja ultrapassado, será necessário que o indicador redistribua os ativos a mais para tornar a carteira proporcional novamente.

    Critérios de exclusão do Imob

    Os ativos ainda podem ser excluídos da carteira do Imob caso deixe de atender a algum destes critérios. Ou mesmo se remeterem a uma companhia que deixe de integrar o setor imobiliário durante a vigência da carteira. Afinal, não faria sentido que este ativo continuasse a compor o indicador.

    Composição do Imob

    Dentro dos critérios de inclusão do Imob, se encontram as ações das principais empresas do setor imobiliário e de construção listadas no mercado brasileiro. Na composição do Imob estão, em proporções diferentes, as seguintes empresas:

    É possível investir no Imob?

    Antigamente, a forma mais direta de se investir no Imob — e, por consequência, no setor de imóveis e construção de forma geral, era pelo ETF listado na B3 que replica a carteira do Imob e o utiliza como benchmark: o MOBI11 (Shares Índice BM&FBOVESPA Imobiliário). Porém, esse ETF foi encerrado e não se encontra mais em negociação.

    Logo, não existe mais um ativo direto que utilize o Imob como base. Por isso, a única maneira, mesmo que indireta. de se investir no Índice Imobilário é consultar as empresas que fazem parte do mesmo e montar uma a carteira de ativos baseada na mesma, seja de forma parcial ou total.

    Como analisar o Imob?

    Por ser um índice imobiliário, quem tem interesse neste setor costuma recorrer ao Imob ao analisar uma ação. Isso porque ele apresenta dados que podem ajudar o investidor no processo de tomada de decisão. Analisando os comportamentos das ações ali presentes, o Imob gera gráficos de resultado para as movimentações realizadas no período.

    E essa medição é tanto mensal quanto anual, logo é possível ver como um ativo se comportou ao longo de 12 meses antes de investir nele.

    Outro ponto importante é que este indicador tem o objetivo de apresentar mais do que meras variações de preços. O intuito do Imob é mostrar o funcionamento da distribuição de valores feita por estas empresas. Tanto que este é um dado que gera impacto nos seus resultados.

    Foi possível saber mais sobre o Imob? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *