Por: Tiago Reis

Howard Marks: Esteja atento aos ciclos do mercado (Parte I)

Howard Marks é um excelente investidor que possui um vasto conhecimento a respeito dos ciclos de mercado. Em minha visão, trata-se de uma das maiores autoridades no assunto. Não é à toa que um de seus livros é intitulado “Mastering the Market Cycle”.

O lendário investidor busca sempre mostrar a ideia de que é essencial lembrar que quase tudo é cíclico, sendo adequado manter uma dose de atenção para este aspecto.

Nada vai em uma única direção para sempre. Árvores não crescem até o céu e poucas coisas chegam a zero. Marks ainda ressalta que existem poucas coisas tão nocivas à saúde do investidor quanto a insistência em extrapolar os acontecimentos do presente para o futuro.

Em novembro de 2001, Howard se apropriou da frase de uma propaganda da Companhia de Seguros MassMutual Life, para dar como título a um de seus memorandos: “Você não pode prever. Você pode se preparar”. De fato, nunca sabemos o que vem pela frente, mas podemos nos preparar para certas possibilidades, reduzindo o dano.

No campo dos investimentos também é assim, podemos ter certeza sobre poucas coisas. Eventualmente, os valores podem simplesmente desaparecer. As estimativas podem estar erradas. As circunstâncias são perfeitamente mutáveis. Por fim, até mesmo as coisas sobre as quais temos “certeza” podem falhar.

Marks, no entanto, traz dois conceitos nos quais podemos nos ater com confiança:

  • Regra número um: a maioria das coisas se provarão cíclicas;
  • Regra número dois: algumas das maiores oportunidades de ganhos e perdas são originadas a partir de indivíduos que se esquecem da regra número um.

Diferentemente de máquinas – que podem se mover continuamente, estáveis, em uma direção – os seres humanos são emocionais e inconsistentes. Esta é a razão principal da ciclicidade: o envolvimento dos seres humanos. Portanto, geralmente, tudo que os inclui será variável e cíclico.

Otimismo: a parte de subida do ciclo

Quando os indivíduos sentem que tudo vai bem, com perspectivas otimistas para o futuro, seus comportamentos são fortemente impactados. Via de regra os gastos aumentam e o ato de poupar é ligeiramente ignorado. É uma busca pela satisfação por meio do aumento no consumo, aproveitando o momento propício para tal.

Trata-se do início da parte de “subida” do ciclo de crédito. Este é o ciclo favorito de Howard Marks. Ele ressalta que é necessária uma pequena flutuação na economia para produzir uma grande flutuação na disponibilidade de crédito. Essa disponibilidade é capaz de impactar o preço dos ativos e a própria economia em si.

Capaz de criar inúmeras oportunidades para investidores que estejam atentos, este ciclo funciona com base no seguinte processo:

  • Um período de prosperidade se inicia;
  • Bancos e outras instituições financeiras desenvolvem uma base de capital mais sólida;
  • A escassez de notícias ruins faz com que os indivíduos acreditem que os riscos diminuíram;
  • A aversão ao risco começa a desaparecer;
  • Instituições financeiras começam a disponibilizar mais capital;
  • Também passam a competir, reduzindo taxas de juros, reduzindo padrões de crédito e fornecendo empréstimos mais elevados.

No entanto, em algum momento os pontos extremos são atingidos. Amanhã, abordarei na segunda parte a reversão do ciclo ao atingir estes extremos.

 

Enquanto a próxima edição não chega, que tal conferir a minha opinião sobre investir em Sinqia, no vídeo que postei ontem? Está lá no meu canal do YouTube, aproveite e se inscreva para acompanhar todo o conteúdo que é publicado diariamente!

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

205 artigos
Ações

FIIs

52 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Invista Como
Warren Bufeett

Aprenda a usar a estratégia do Value Investing, usada pelo maior investidor do mundo!