Acesso Rápido

    Homenagem a Warren Buffett

    Antes de iniciar o Suno Call de hoje, preciso avisar que hoje é a Book Friday na Amazon. Que tal dar uma conferida na promoção de 95% de desconto em todos os nossos e-Books?

    Pois bem. Talvez você tenha percebido que, ao longo desta semana, todos os temas abordados no Suno Call foram a respeito de Warren Buffett. Outro ano se passou, e o megainvestidor hoje completa seus 89 anos. Foi uma semana simbólica que dediquei para falar um pouco de um dos profissionais que mais admiro.

    Se você ainda não leu os outros artigos desta semana, aproveite para clicar nos links abaixo:

    Desde pequeno, Buffett claramente já era uma criança diferente. Ainda bem novo, o investidor já buscava alguns meios de ganhar dinheiro, desde lavar carros até entregar jornais. Buffett comprou sua primeira ação aos onze anos. Nesta idade, ele já foi capaz de aprender lições valiosas para sua carreira de investidor.

    Apesar da idade, Buffett ainda comanda a Berkshire Hathaway com maestria e, também, ainda nos ensina várias lições importantes para o sucesso. De fato, tamanha é sua experiência, bem como sua sabedoria. Temos muito a aprender observando sua história.

    Como já falamos bastante do Oráculo de Omaha nos artigos da Suno, decidi fazer um compilado com alguns bastante interessantes.

    Neste artigo, comento um pouco sobre a história do famoso investidor, em vários sentidos: desde a Berkshire Hathaway até seus hábitos, frases, abordagem de investimento e o que ele fará com sua fortuna.

    Embora Buffett tenha sido aluno do pai do Investimento em Valor, Benjamin Graham, sua estratégia inclui a análise das vantagens competitivas de uma companhia, diferentemente de Graham, que se importava exclusivamente com os preços. Warren Buffett também foi o responsável por difundir o termo “moat”, uma expressão em inglês para as vantagens competitivas de empresas.

    A Coca-Cola é um dos investimentos mais famosos de Buffett, sobretudo pelo fato do investidor saber, desde criança, que este seria um bom investimento. Além disso, Buffett soube esperar pacientemente durante muitos anos para que as ações da companhia estivessem cotadas a um preço interessante.

    O demonstrativo de fluxo de caixa é um documento de extrema importância ao se analisar uma empresa. Neste artigo, abordo a visão de Buffett sobre tal, tomando como base o que é trazido por Mary Buffett em seu livro “Warren Buffett and the Interpretation of Financial Statements

    Este artigo ilustra algo que talvez seja contra intuitivo para muitos leitores: o fato de Warren Buffett vir diminuindo seus rendimentos com o passar dos anos se deve ao fato da grande quantidade de dinheiro por ele acumulada.

    Talvez essa seja uma das frases mais importantes de Buffett, na minha opinião. Neste artigo, trago um texto a respeito do assunto, escrito pelo Felipe Tadewald, um dos responsáveis pelas nossas carteiras recomendadas e análises.

    Todos os anos, Buffett entrega ao público uma carta aos acionistas da Berkshire Hathaway, empresa da qual é CEO. Na carta que se refere a 2017, existem vários ensinamentos valiosos, abordados neste artigo.

    Encerro esta edição registrando minha singela homenagem a Warren Buffett, o Oráculo de Omaha, nesta data em que completa seu 89º aniversário.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *