hiato recessivo

Você já ouviu falar em hiato recessivo?

O hiato recessivo pode determinar o potencial de o PIB da economia crescer sem gerar inflação.

Um hiato recessivo ocorre quando o PIB corrente da economia se encontra abaixo do seu PIB potencial. Isto é, a demanda por bens e serviços da economia se encontra abaixo da oferta destes bens e serviços.

Como ocorre um hiato recessivo?

Como ocorre o hiato recessivoO hiato recessivo ocorre, tipicamente, em uma situação de recessão na economia.

Isto acontece quando os consumidores da economia se encontram sem confiança para consumir. Assim, a demanda da economia fica retraída. E, além disso, permanece bastante inferior à oferta.

Com isso, os vendedores começam a acumular estoques, e os preços da economia tendem a baixar. Portanto, é possível ocorrer uma deflação.

O hiato recessivo é muito importante pois indica que a demanda da economia encontra muito espaço para crescer.

E ainda mais relevante é o fato de que, como há excesso de estoques, a demanda pode crescer sem gerar pressão de custos, ou seja, sem gerar inflação.

O hiato recessivo, portanto, pode indicar que a economia se encontra próxima ao seu ponto mínimo do ciclo de baixa. Ou seja, pronta para entrar em um ciclo de crescimento.

Muitas vezes é utilizada uma política fiscal expansionista para fazer com que um país supere um hiato recessivo.

A política fiscal expansionista consiste em algumas medidas, tais como:

  • Elevar os gastos do governo
  • Reduzir os tributos
  • Estimular a atividade econômica através de subsídios

Todas essas medidas são importantes para fazer com que a demanda cresça e o país possa voltar a elevar o seu PIB.

O perigo de uma política fiscal expansionista mal planejada

Embora este tipo de política de gastos seja muitas vezes adequado para elevar o PIB, é necessário muito cuidado.

Isto ocorre pois políticas como o aumento de gastos podem gerar um déficit do governo.

Este déficit, se não controlado, pode causar um aumento exponencial da dívida que, por sua vez, pode levar as contas de um país à ruína.

Existem alguns exemplos contemporâneos de países que, devido a um má gestão fiscal, acabaram por se colocar em uma situação quase que insustentável de déficit público, tais como Grécia e Argentina.

O hiato inflacionário

O oposto do hiato recessivo é o hiato inflacionário. Ele ocorre quando a demanda supera a oferta de equilíbrio de pleno emprego.

Dessa forna, em um hiato inflacionário, o PIB corrente se encontra acima do PIB potencial de pleno emprego da economia.

Este excesso de demanda gera uma busca das empresas por aumentar a produção. No entanto, como o mercado se encontra super aquecido, é difícil para as empresas achar mão de obra qualificada.

Isto leva a um aumento nos salários que, por fim, leva a aumento dos preços na economia. Ou seja, um aumento da inflação.

Como você pode notar, a dinâmica é exatamente a oposta do que ocorre em um hiato recessivo.O hiato inflacionário, portanto, pode indicar que a economia se encontra no pico máximo de estímulo. E que dessa forma uma possível aceleração da inflação está a caminho.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.