Acesso Rápido

    Grupo de investimento: clique e conheça as vantagens e desvantagens

    Grupo de investimento: clique e conheça as vantagens e desvantagens

    Uma forma bastante interessante para aqueles que querem ingressar no mercado de capitais é por meio da formação de um grupo de investimento.

    Um grupo de investimento, ou clube de investimento, é um grupo de pessoas que possuem algum grau de afinidade das quais estão ali com o objetivo claro de investir no mercado financeiro.

    A dinâmica de um clube de investimentos funciona diferente da forma de atuação de um fundo de investimento comum.

    Isso acontece porque no clube de investimento existe uma regulação própria feita pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que pode ser encontrada na Instrução nº 494/2011 da qual trata especificamente dessa modalidade de associação.

    Detalhes sobre os grupos de investimento

    Detalhes sobre os grupos de investimento

    Semelhante a um fundo, um grupo de investimento é originado a partir de um grupo de pessoas que alocam os seus recursos nesse condomínio, ao mesmo tempo em que dividem os custos e lucros de suas aplicações proporcionalmente a sua participação no mesmo.

    Desse modo, o capital dos integrantes dessa agremiação é dividido por cotas, e o número mínimo de integrantes do mesmo deve ser de três pessoas físicas brasileiras e não mais do que 50 cotistas individuais.

    Adicionalmente, é necessário que nenhum participante desse grupo seja detentor de mais de 40% do total das cotas do clube.

    Também é importante salientar que a grande vantagem de um grupo de investimento está  em sua dinâmica de tributação.

    De acordo com a B3, nas operações que ocorrem internamente num clube de investimento não há incidência de imposto de renda.

    Desse modo, somente haverá cobrança de IR no valor de 15% sobre o rendimento líquido do cotista que se desfizer de suas cotas.

    Essa dinâmica livre de impostos facilita muito a movimentação de posições dentro do grupo, o que garante uma boa atratividade a essa modalidade de investimento.

    Vantagens e desvantagens dos grupos de investimento

    Vantagens e desvantagens dos grupos de investimento

    A seguir, listaremos algumas vantagens dessa forma de fazer investimentos em relação à aplicação por meio de um fundos ou pessoa física:

    • Maior influência individual de um cotista em relação a um fundo de investimentos normal;
    • Taxa de administração mais baixa;
    • Vantagem na tributação em relação ao investidor pessoa física;
    • Maior flexibilidade na movimentação da carteira de investimentos;
    • Custos menores, pois não existe tantos encargos, fiscalizações da CVM e correspondências aos cotistas.

    Todas essas vantagens, no entanto, não vem sem algumas desvantagens tais como possíveis desgastes pessoais que possam acontecer entre os integrantes do grupo na hora de decidir um investimento.

    Isso pode acontecer porque como o clube é formado por pessoas próximas entre si, atritos pessoais sempre podem acontecer de maneira recorrente, o que pode atrapalhar de alguma forma o desempenho do grupo como um todo.

    Desse modo, os investidores que mesmo assim aceitarem montar um clube deverão através de uma corretora autorizada pela CVM solicitar a formação dessa agremiação.

    Então, caberá a corretora de valores cuidar de toda a parte mais burocrática do investimento, tais como manter o cadastro de participantes, conciliar aportes e custodiar ativos.

    Para ter mais informações sobre como montar um grupo de investimentos indicamos o acesso ao site da B3, do qual você terá mais detalhes sobre o regulamento dessa modalidade de aplicação.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Rafael Lanza 30 de outubro de 2019

      Olá Tiago, qual o capital mínimo para montar um grupo de investimento?

      Obrigado!

      Responder