gerenciador financeiro

Cuidar das próprias finanças, sejam elas pessoais ou empresariais, é um desafio que pode facilitado com o auxílio de um gerenciador financeiro. Isto pode não estar nos livros sobre investimento, mas pode ajudar muito.

Com muitas opções diferentes do mercado, é importante escolher qual gerenciador financeiro mais se adéqua ao gosto do cliente, para ser realmente eficaz.

Gerenciador financeiro é um programa ou aplicativo que auxilia seus usuários no controle do seu dinheiro. Assim como uma planilha de gastos, esta ferramenta pode te mostrar quais são as suas principais despesas, com a vantagem de ser automatizado.

O objetivo é proporcionar um maior controle dos gastos e facilitar o entendimento de para onde o dinheiro está indo mensalmente, o que pode ser um desafio para muitas pessoas.

E este é o primeiro passo para estancar uma sangria, se este cliente estiver endividado ou tentando poupar dinheiro para investir, por exemplo.

Gerenciador financeiro para pessoa física

gerenciador financeiro

Não faz muito tempo, os bloquinhos de papel e os cadernos eram as principais ferramentas das pessoas que buscavam se organizar financeiramente.

Mas, com a evolução da tecnologia, estes foram sendo gradualmente substituídos por planilhas do Excel, por exemplo.

Atualmente, este bastão foi passado para o gerenciador financeiro.

Por meio de aplicativos instalados nos smartphones, é possível ver de forma clara e ilustrada quais têm sido os gastos deste contribuinte.

Alguns destes gerenciadores financeiros puxam os dados das saídas e entradas de dinheiro diretamente da conta bancária.

Claro que, para isso, é preciso que o cliente autorize esta função, inserindo a senha de visualização das movimentações bancárias no aplicativo.

Com isso, cada gasto pode ser visualizado pelo usuário. Mas não apenas como um extrato bancário. Há gráficos que mostram os valores dispendidos com cada segmento.

Ou seja, no mês que o usuário gastou mais com alimentação, este fato constará no gráfico referente ao período.

Por ser automatizado e não depender mais que o próprio usuário insira o que gastou em uma lista ou planilha, os dados presentes no gerenciador financeiro são mais precisos.

Alguns destes aplicativos ainda oferecem a opção de pagar todas as contas por meio dele. Desta forma, a administração dos boletos que não estão em débito automático fica mais fácil.

Gerenciador financeiro para empresas

gerenciador financeiro

As companhias de desenvolvimento de softwares investem constantemente em opções de programas que possam resolver problemas dos negócios.

Uma destas inovações é justamente o gerenciador financeiro para empresas.

Assim como no caso das pessoas físicas, o intuito é ter um maior controle dos gastos do negócio.

Vendido como uma solução de internet para pessoas jurídicas, este tipo de programa é ofertado inclusive por bancos tradicionais no Brasil.

O objetivo é semelhante: fazer transações financeiras, inclusive investimentos e empréstimos em um único lugar.

Há também a opção de controlar as cobranças que deverão ser feitas aos clientes (conhecido como contas a receber). Também há a programação de cartões de crédito.

Por meio deles, é possível gerar um relatório, com o fluxo de caixa do negócio, o que pode auxiliar o gestor no seu controle de gastos.

Há opções que também oferecem a possibilidade de emitir recibos, controlar projetos e estipular metas orçamentárias.

Por isso, sendo pessoa física ou jurídica, é bom pesquisar as alternativas existentes no mercado para escolher o gerenciador financeiro que mais se adeque a cada necessidade.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.