Acesso Rápido

    G20: Descubra o que é e quais nações compõem este grupo

    G20: Descubra o que é e quais nações compõem este grupo

    Você já ouviu falar no G20?

    O G20 é muito importante para promover o desenvolvimento econômico mundial. Ainda, as diretrizes determinadas pelo grupo podem impactar diretamente o mercado de capitais.

    O G20 é um grupo composto pelas maiores economias mundiais. O seu foco está em promover o desenvolvimento sustentável ao redor do mundo e debater temas contemporâneos a respeito do momento da economia mundial, bem como promover a negociação internacional. Todo ano um país membro é escolhido para sediar o encontro entre os chefes de estado de cada representante do grupo. Sendo assim, este encontro se torna o evento ideal para se discutir e encontrar soluções para as questão mais importantes do desenvolvimento econômico mundial.

    Além da União Européia, os países membros são:

    • Estados Unidos da América
    • China
    • Japão
    • Reino Unido
    • França
    • Itália
    • Canadá
    • Coréia do Sul
    • Austrália
    • Rússia
    • México
    • Indonésia
    • Turquia
    • Arábia Saudita
    • Argentina
    • Alemanha
    • Brasil
    • Índia
    • África do Sul

    Aspectos importantes sobre o G20

    Objetivo do G20

    O controle do G20 é exercido por uma tríade de países.

    Tipicamente o país que exerce a presidência sedia o encontro dos chefes de estado. Junto a este país, controlam o grupo o país anterior a presidir a instituição e sedia-lá, bem como o próximo país a exercer essas funções.

    Por exemplo, em 2018 o encontro foi sediado na Argentina, em Buenos Aires. Portanto, o país estava no comando do grupo. A Argentina exerceu o controle ao lado da Alemanha, que sediou o encontro em 2017 na cidade de Hamburgo. E ainda ao lado do Japão, que irá exercer a presidência e sediar o encontro em 2019.

    A história e objetivo do G20

    A história do grupo remete ao ano de 1999. Na época, existiam apenas blocos econômicos mais restritos, como o G8.

    O grupo, então, surgiu da necessidade de inserir mais agentes no debate econômico. Afinal, a economia se encontrava cada vez mais globalizada. E ainda a situação de crise econômica estimulava o debate entre os diferentes países.

    O grupo, portanto, surgiu para, de certa forma, democratizar o debate a respeito dos rumos da economia mundial e da negociação internacional.

    De início, o debate era composto pelos respectivos líderes da economia de cada país. No caso do Brasil, marcavam presença o ministro da fazenda e o presidente do Banco Central.

    Foi apenas no ano de 2008 que o grupo assumiu a forma pela qual é conhecido atualmente. Ou seja, com os chefes de estado presencialmente indo para a reunião. No caso do Brasil, agora é papel do presidente da república comparecer a este relevante encontro.

    Esta mudança foi estimulada pela situação de crise vivida à época pela economia mundial.

    Pode-se dizer que hoje o evento da reunião do grupo é um dos mais importantes da economia mundial. Marcam presença no encontro, além dos países membros, representantes do FMI e do Banco Mundial.

    O objetivo do G20 é, principalmente, promover o comércio mundial e colaboração mútua entre os países, incentivando a promoção de uma economia mais liberal e próspera.

    Dados sobre o G20

    Para se ter uma ideia da magnitude deste grupo, seguem alguns dados sobre ele retirados do seu site oficial:

    1. A instituição representa 85% do PIB mundial
    2. Representa também 65% da população mundial
    3. Representa 75% do comércio internacional

    Dessa forma, é possível perceber a relevância que qualquer definição estabelecida neste encontro pode vir a ter sobre a economia mundial.

    Portanto, fica claro a importância do G20 e os motivos pelo qual todo investidor deve se atentar para os encontros do grupo e as suas consequências.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Leticia 22 de março de 2020

      Muito bom,conteúdo bem direto e com informações necessárias!

      Responder