Acesso Rápido

    Fundos Quantitativos: o que são e como funcionam

    Fundos Quantitativos: o que são e como funcionam
    fundos-quantitativos

    Os fundos quantitativos surgiram para suprir as necessidades do mercado de investimentos onde, cada vez mais, os sistemas são mais automatizados.

    Assim, os fundos quantitativos utilizam da tecnologia na busca de retorno para seus cotistas.

    O que são Fundos Quantitativos?

    Os Fundos Quantitativos são fundos que utilizam da tecnologia para obter ganhos. Em geral, eles possuem um sistema de Inteligência Artificial (IA), onde algoritmos e estratégias quantitativas são utilizadas. Este sistema é conhecido como Trade System (TS). Em geral, os Fundos de Investimento Quantitativos atuam fazendo arbitragem, na qual procuram identificar as assimetrias de preços no mercado.

    Os Fundos Quantitativos no Brasil ainda são muito recentes e são pouquíssimos os fundos que utilizam esse método, mas é possível encontrá-los. Entretanto, nos EUA, por exemplo, são um meio de investimento bastante comum.

    Como funcionam os fundos quantitativos?

    Sabemos que os sistemas automatizados envolvem enormes cálculos e algoritmos. Portanto, nada melhor que um computador para resolver problemas desse tipo. Este é o principal motivo de criar um TS para Fundos Quantitativos.

    As estratégias para os melhores fundos quantitativos geralmente são atreladas a um backtest para validar as escolhas dos gestores.

    A premissa dos fundos de investimento quantitativos é a seguinte: todo ativo possui uma determinada média de custo histórica. Portanto, por mais que estes preços sejam distintos da média, há uma tendência deles retornarem e se estabilizarem ao longo do tempo.

    Com algoritmos especializados para todas estas operações de investimento, a compra e venda de ações é feita com muita frequência. Normalmente, esse processo é feito com pequenas operações, onde são observados desvios do custo médio histórico do papel.

    Após estes sistemas já estarem prontos para trabalhar e totalmente programados para uma determina estratégia de negociação, se tornam um “braço direito” da gestão do fundo.

    Os fundos quantitativos também são conhecidos por fundos quant.

    Classificação dos sistemas nos Fundos Quantitativos

    • Sistema contínuo: automatização que sempre está observando o mercado;
    • Sistema intradiário puro: este sistema age de acordo com o horário do mercado ao qual o ativo faz alusão. O mesmo fecha todas as posições previamente, antes do encerramento do mercado;
    • Sistema intradiário contínuo: não precisa, necessariamente, fechar suas posições no fim do trabalho. Mas efetua as operações do decorrer das sessões. Os pregões podem apresentar algumas diferenças de cotações, levando a geração de perdas pelo sistema e uma série de perdas máximas (draw down) superiores ao sistema intradiário puro.

    Conclusão

    Os fundos quantitativos geralmente apresentam a forma de fundos multimercados. Portanto, as taxas de administração um pouco acima de 2% são bem corriqueiras.

    Sabemos que, como nos outros fundos de renda variável, nos fundos quantitativos também existe a possibilidade dos retornos serem negativos. Muitos dos fundos quantitativos conseguem superar o CDI. Mas a maior vantagem deste tipo de investimento é sua diversificação e descorrelação integrados à carteira de investimentos.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Gabriel Domingues 31 de março de 2020

      Como já dito pelo Tiago em outras publicações, a análise técnica é falha pois o futuro é aleatório e imprevisível, então como esses fundos são lucrativos, já que esses fundos utilizam ferramentas técnicas nos algoritmos dos mesmos ?

      Responder
      • Suno Research 1 de abril de 2020

        Os fundos quantitativos não necessariamente deixam de usar critérios fundamentalistas e muitas vezes seus algoritmos estão relacionados a dados recebidos a uma velocidade altíssima. São profundas aplicações matemáticas e estatísticas aplicadas a ciência de dados.

        Responder