Acesso Rápido

    FRM: entenda o que é essa certificação de Gestão de Risco

    FRM: entenda o que é essa certificação de Gestão de Risco

    No mercado financeiro há diversas profissões que possibilitam boas remunerações e uma grande perspectiva de crescimento. Esse é o caso do FRM.

    O profissional que deseja se tornar um FRM precisa, no entanto, se preparar para conseguir atuar de modo efetivo nessa profissão dentro do mercado de capitais.

    O que é FRM?

    FRM é a sigla de Financial Risk Manager, que é uma certificação de gestão de risco emitida pela Associação Global de Profissionais de Risco (GARP).

    A Certificação FRM tem como objetivo atestar a capacidade dos profissionais para analisar e controlar os riscos financeiros de uma determinada instituição.

    E-book: 10 livros que todo investidor deveria ler

    Conheça os 10 livros de investimentos e finanças mais importantes e amplie seus conhecimentos como investidor!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Portanto, ao adquirir essa certificação, o profissional passa a atuar na carreira de gestor de risco. Podendo ocupar as funções como Chief Risk Officer, Investment Risk Manager e Head of Operational Risk.

    Caberá, portanto, ao FRM avaliar o risco de mercado assim como o risco financeiro de um ativo. E o profissional pode atuar em bancos de investimento, bancos comerciais, empresas de contabilidade, dentre outras.

    O que é necessário para se tornar um FRM?

    Essa é uma profissão voltada para quem já tem uma certa experiência no mercado.  O exame para obter o certificado é dividido em 100 questões voltadas para a teoria e 80 questões voltadas para a prática.

    Para conseguir obter a certificação é preciso, portanto, passar pela prova FRM nas duas fases, sendo que as provas possuem pesos diferentes.

    Cada candidato pode definir a sua própria estratégia de estudo, podendo ser através de apostilas, cursos online ou até mesmo cursos presenciais.

    Quer aprender a analisar uma ação? Baixe então nosso E-book como analisar uma ação.

    Qual o conteúdo da prova?

    Na primeira parte, que é onde o aluno ainda está em processo de certificação há quatro matérias com os seguintes pesos:

    • Modelos de avaliação de risco – Peso 30%;
    • Mercado financeiro e produtos – Peso 30%;
    • Fundamentos da gestão de risco – Peso 20%;
    • Análise Quantitativa – Peso 20%.

    A segunda etapa é dividida em cinco matérias com os seguintes pesos:

    Atualidades em mercados financeiros (15%), Gestão de risco e gestão de Investimentos (15%), Medição e gestão do risco de mercado (25%), Gestão operacional e integrada de risco (25%) e Medição e gestão do risco de crédito (25%).

    O candidato receberá então uma pontuação de acordo com os acertos ponderados pelo peso de cada matéria.

    Sendo aprovado é possível trabalhar na área?

    Mesmo que um candidato seja aprovado na prova, ele não poderá usar automaticamente a nomeação relativa ao FRM.

    Será necessário, portanto, ter uma experiência mínima de dois anos na área financeira.

    Essa é uma certificação que exige um grande esforço e dedicação do candidato, mas uma vez obtida ela poderá abrir diversas portas para quem atua no mercado financeiro.

    De acordo com a GARP, é necessário dedicar ao menos 240 horas de estudos para ser aprovado na prova, sendo que a própria GARP disponibiliza alguns materiais para estudo.

    Além disso, a GARP também concede um prazo de 4 anos entre a primeira e a segunda parte do exame.

    Portanto, se o estudante passar na primeira fase e ainda não se sentir preparado para a segunda, ele possui tempo para se preparar.

    Foi possível entender o que é o FRM? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *