Acesso Rápido

    Fluxo Cambial: o que esse valor significa para a economia?

    Fluxo Cambial: o que esse valor significa para a economia?

    São vários os aspectos que podem influenciar a situação econômica de um país. Quando o assunto são importações e exportações, por exemplo, um dos fatores mais importantes é o fluxo cambial.

    O fluxo cambial, assim como a inflação tem grande influência sobre uma tomada de decisão de investimentos, tanto para quem deseja investir no exterior quanto para investidores estrangeiros que desejam investir no Brasil.

    O que é o fluxo cambial?

    Fluxo cambial nada mais é que o saldo das operações da balança comercial de um país em determinado, mostrando a diferença entre o volume de divisas externas que entram com o volume que sai do país.

    Guia de Economia para Investidores

    Confira os principais conceitos econômicos e aprenda como a economia pode influenciar seus investimentos com o nosso ebook gratuito de Economia para Investidores!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Como o fluxo cambial é calculado?

    O cálculo do fluxo cambial é feito baseando-se no saldo do fluxo cambial financeiro e no saldo do fluxo cambial comercial.

    Dessa forma, o fluxo cambial positivo ocorre quando mais dividas entram do que saem. Já o fluxo cambial negativo ocorre quando mais divisas saem do que entram.

    Fluxo cambial comercial

    O fluxo comercial representa as operações de câmbio relacionadas às importações e exportações de produtos e serviços.

    Sendo assim, quando as exportações são maiores que as importações, temos um fluxo cambial positivo, pois entraram mais dólares no país do que saíram.

    Quando, todavia, acontece o oposto podemos dizer que o fluxo cambial comercial é negativo, pois neste caso, saíram mais dólares do país do que entraram.

    Fluxo cambial financeiro

    O fluxo financeiro está relacionado ao mercado de capitais. Ele representa o investimento em títulos, remessa de lucros e dividendos ao exterior, investimentos estrangeiros diretos, dentre outros.

    Nesse sentido, quando um investidor estrangeiro compra ações de empresas na B3 está trazendo dólares para dentro do país. Todavia, na distribuição de dividendos são remetidos dólares para o exterior.

    O mesmo acontece quando um investidor brasileiro compra ações de empresas no exterior. Todavia essa lógica é inversa, ou seja, o dólar sai no momento da compra da ação e entra quando a empresa distribui dividendos.

    Existe, portanto, um fluxo de investidores estrangeiros na bolsa brasileira. Todavia, a posição dos estrangeiros no dólar é diferente da nossa. Pois quando o real está desvalorizado, as ações das empresas brasileiras tornam-se mais baratas no exterior.

    Já, quando o câmbio está valorizado, elas tornam-se mais caras. Para quem compra ações no exterior a lógica é inversa. O mesmo acontece com exportadores e importadores. Sendo que, com o real desvalorizado, nossos produtos tornam-se mais competitivos lá fora.

    Como é divulgado o fluxo cambial?

    A divulgação do fluxo cambial ocorre semanalmente. Ela é feita pelo Banco Central do Brasil.

    Como existem diversos tipos de moedas no mundo, o BC converte todo o fluxo em dólares norte-americanos. Isso é feito desde o ano de 1982, onde teve início a série histórica.

    Como o câmbio impacta nas decisões de investimento?

    Saber como analisar o fluxo cambial pode ser uma informação relevante para alguns investidores que pretendem comprar ações no exterior.

    Porém, é impossível prever qualquer variação cambial futura. Dessa forma, o investidor deve optar por empresas lucrativas que consiga performar e sobreviver independente das variações cambiais.

    Gostou de saber um pouco mais sobre fluxo cambial? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe este artigo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *