finame
Por: Tiago Reis

FINAME: entenda como acessar esse financiamento do BNDES

O BNDES possui diferentes modalidades de financiamento entre os seus produtos. Uma das mais relevantes, sobretudo para o setor produtivo, é o FINAME.

O FINAME é direcionado a empresas de todos os portes. Dado esse fator, essa modalidade de financiamento possui linhas específicas de financiamento para tentar se adequar ao planejamento financeiro de diferentes clientes.

O que é FINAME?

O FINAME é um financiamento do BNDES destinado à produção e aquisição de máquinas e equipamentos novos e de fabricação brasileira. A sigla FINAME significa Financiamento de Máquinas e Equipamentos.

Ou seja, o financiamento do FINAME se destina, de modo geral, à aquisição de bens de capital em geral. Dessa forma, até mesmo transportadores autônomos podem ter um caminhão financiado pelo FINAME.

Minicurso: Contabilidade para Investidores

Inscreva-se no nosso minicurso gratuito e aprenda os principais conceitos de contabilidade para quem quer investir em empresas na Bolsa de Valores!

Além disso, há a possibilidade da empresa financiar capital de giro por essa modalidade. Todavia, o valor destinado à capital de giro não pode exceder 30% do valor financiado.

Esse financiamento abrange empresas de diferentes tamanhos. Podem solicitar esse tipo de financiamento empresas brasileiras e estrangeiras, desde que sejam sediadas no Brasil.

Essa modalidade de financiamento do BNDES é intermediada por outras instituições financeiras, as quais devem ser credenciadas no BNDES. Além dos bancos, as empresas que sejam tomadoras desse tipo de financiamento e as máquinas e equipamentos compradas a partir desse financiamento devem ser credenciadas no BNDES.

Objetivos do FINAME

Para melhor compreensão sobre o que é FINAME, é importante também entender qual o objetivo dessa linha de financiamento. Dessa forma, é crucial compreender também como funciona o BNDES.

O foco do BNDES é o desenvolvimento econômico e social de longo prazo, além de ser um instrumento do governo para política econômica anticíclica em períodos de crise. Dessa forma, o BNDES, em linhas gerais, concede financiamentos, de forma direta ou indireta, visando a geração de emprego e renda na economia brasileira.

Nesse sentido, o FINAME cumpre uma dupla função dentro dos objetivos do BNDES. Por um lado essa linha de financiamento concede capital para investimentos em novas máquinas e equipamentos.

Por outro lado, ela também atrela a concessão do crédito à compra de máquinas e equipamentos produzidos em território nacional. Portanto, o FINAME financia o investimento e incentiva a aquisição de bens produzidos internamente.

Guia do Imposto de Renda para Investidores

Processo de financiamento através do FINAME

O processo para financiamento através do FINAME possui algumas especificidades. Portanto, é importante estar atento a todas elas para cumprir cada passo do processo:

  1. Escolher a máquina ou equipamento a ser adquirida dentre os itens cadastrados no site do BNDES;
  2. Procurar uma instituição financeira credenciada;
  3. Após a análise de crédito realizada pela instituição financeira, essa encaminha a solicitação ao BNDES;
  4. O BNDES avalia a solicitação e autoriza o financiamento, caso a solicitação esteja de acordo com a regulamentação exigida;
  5. A instituição financeira autoriza o fabricante entregar a máquina ou equipamento;
  6. O fabricante entrega a máquina ao comprador;
  7.  O BNDES repassa o valor a ser financiado à instituição financeira, mediante apresentação de nota fiscal;
  8.  A instituição transfere o valor diretamente ao fabricante do produto.

As taxas cobradas pelo financiamento empresarial do BNDES costumam ser mais vantajosas do que em relação aos bancos comerciais. Contudo, como essa linha de financiamento é feita via banco intermediário, há uma taxa de intermediação acrescida à taxa de juros cobrada pelo BNDES.

Dessa forma, a composição da taxa de juros do FINAME são divididas em três partes:

  • Taxa de longo prazo (IPCA + valor fixo);
  • Spread do banco intermediário;
  • Spread do BNDES.
Guia de Economia para Investidores

Confira os principais conceitos econômicos e aprenda como a economia pode influenciar seus investimentos com o nosso ebook gratuito de Economia para Investidores!

Linhas de financiamento do FINAME

Há diferentes modalidades de financiamento pelo FINAME.

A primeira modalidade os recursos são destinados à compradora. Dessa forma, são valores destinados à aquisição de máquinas e equipamentos para utilização da compradora ou que podem ser cedidos para terceiros.

Já em uma segunda modalidade, os recursos são destinados a financiar a produção de máquinas e equipamentos já negociados com os compradores. Dessa forma, é possível tomar financiamento para produção de um bem comercializado previamente via FINAME.

Há ainda mais duas modalidades de financiamento, o FINAME Agrícola e o FINAME Leasing.

O FINAME Agrícola é destinado à compra de máquinas e equipamento para o setor agropecuário. Já o FINAME Leasing é um empréstimo no qual a instituição financeira intermediária será proprietária do bem adquirido até que o mesmo seja quitado.

Esse artigo ajudou você a conhecer melhor o FINAME? Deixe suas dúvidas e comentários abaixo.

Telegram Suno
Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

208 artigos
Ações

FIIs

54 artigos
FIIs
Frame

NÃO VÁ EMBORA AINDA...

Inscreva-se e receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!