Por: Marcos Baroni

Fiikipedia – Tem receita para a crise?

Fiikipedia

Prof. Baroni – 21 de maio de 2020

Tem receita para a crise?

Hoje, às 21h, vou realizar uma Live muito importante para quem investe em Fundos de CRIs (“Papéis”). Vou receber o time da RB Securitizadora que apresentará o retrato atual do mercado de recebíveis imobiliários, bem como traçar perspectivas futuras para esta indústria.

Live: 

Em momentos de crise, é natural que fiquemos mais reflexivos. E uma pergunta a qual buscamos respostas constantes é: há alguma receita para esta crise?

De início, peço licença pois devo, mesmo que involuntariamente, citar autores específicos, mesmo que em linhas gerais. Entendam que o importante aqui é trazer a linha de pensamento e provocar nas pessoas formas de saírem mais fortes nesta crise.

A simplicidade talvez seja a principal receita para toda e qualquer crise – tente não complicar (ainda mais) sua estratégia e sua planilha de controle de investimentos.

O grande problema é que nós somos, em essência, seres complexos. Portanto, buscar estratégias simples nos parece contraditório.

Mas tente, ao menos, tente!

Minicurso: Investindo em Fundos Imobiliários

Inscreva-se no nosso minicurso curso gratuito sobre FIIs e aprenda os principais conceitos para investir e viver da renda de Fundos Imobiliários!

Acho que você se sentirá melhor ao perceber que, uma estratégia simples (não simplória) para passar pela crise, possa ser uma boa alternativa.

Boa parte dos investidores querem dar uma “grande cartada” nas crises. Sendo um pouco mais técnico agora: aumentam o “beta” do portfólio, buscando valorização maior do que a média do mercado.

Li outro dia que, em uma crise, qualquer coisa que você faça, será ruim. É cômico e trágico ao mesmo tempo, não é mesmo?

Mas, de fato, variáveis e premissas se movem loucamente durante uma crise. Por outro lado, fica claro que “não fazer nada”, certamente, tende a ser a pior de todas as estratégias possíveis.

Hoje, quem possui investimentos muito seguros estão incomodados com a ausência de rendimentos reais, isto é, retornos acima da inflação próximos de zero. A sensação é de que o dinheiro parou no tempo. E parou mesmo.

E quem está buscando mais risco, a volatilidade excessiva gera desconforto no curto prazo e, portanto, é natural que a baixa tolerância a perdas nos leva de volta ao tão conhecido “teste do travesseiro” para saber se estamos indo mesmo no caminho certo.

Não há receita, mas há sim uma forma de você procurar alocar seu capital de tal forma que lhe permita estar posicionado no mercado. Os fundos imobiliários são ativos reais inseridos em um contexto macroeconômico. Entendo que irão sofrer na crise, assim como várias outras classes de ativos, mas que os imóveis seguirão sendo fontes de renda.

Não confunda “receita para crise” com “lucro”.

É bem provável que uma boa receita seja muito mais relacionada à questão de sobrevivência financeira do que a lucros expressivos.

Telegram Suno
Marcos Baroni

Marcos Baroni é analista CNPI, especialista em Fundos Imobiliários da Suno Research e professor há 22 anos em cursos de graduação e MBA nas áreas de Gestão de Projetos e Processos. Formado na área de TI e com especialização em Educação, investe no mercado financeiro desde o início de sua carreira. Há 12 anos, leva conhecimento por várias cidades do Brasil sobre como conquistar a independência financeira através dos fundos imobiliários como ativos geradores de renda passiva e formação de patrimônio.

2 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Julio Zaros 17 de junho de 2020

    Sr. Baroni,…mesmo com todos esses instrumentos jurídicos que a securitização proporciona, o senhor não vê a possibilidade do PL dos fundos de CRI serem reduzidos se não por aberrações jurídicas e ajustes de impairment no IS e, mais adiante, acumulá-los no BS? Além disso, o fato de esses gatilhos que garantem a execução de contratos, pr estarem sendo adiados, mesmo que por empatia dos cotistas, no caso dos fundos, ou pelas securitizadoras, não fazem com que eles percam força para serem exercidos mais adiante, afinal, juridicamente, esse adiamento é visto como uma opção dos cotistas, securitizadoras.
    Abraço.

    Responder
  • Julio Zaros 17 de junho de 2020

    Os indicadores devem ser os FR, não os press releaes e opinião dos administradores…

    Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

208 artigos
Ações

FIIs

54 artigos
FIIs
building

eBook GratuitO

Investindo em

Fundos
Imobiliários

Descubra como receber dividendos mensais dos melhores imóveis do Brasil

Frame

NÃO VÁ EMBORA AINDA...

Inscreva-se e receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!