Acesso Rápido

    Faturamento Petrobras: Descubra os principais destaques da empresa

    Faturamento Petrobras: Descubra os principais destaques da empresa
    Fautramento petrobras

    O faturamento Petrobras foi divulgado com números bastante expressivos para a companhia.

    O balanço da Petrobras é importante para o Brasil pois contribui com o PIB do país.

    É comum uma correlação positiva entre a economia brasileira como um todo e o faturamento da Petrobras.

    Com os lamentáveis casos de corrupção amplamente divulgados pela mídia nos últimos anos, a companhia sofreu bastante.

    Estes casos influenciaram e ainda influenciam os resultados da Petrobras, como veremos a seguir.

    A empresa passa por um processo de reestruturação, onde vem mostrando alguns pontos positivos mas também com alguns fatores que ainda trazem preocupação.

    A Petrobras apresentou prejuízo de R$ 446 milhões em 2017, influenciado por fatores não recorrentes.

    Faturamento Petrobras – Justificativas

    Faturamento Petrobras
    Receita Líquida Petrobras – Fundamentus

    É possível perceber pelo gráfico que o faturamento Petrobras costumou sempre ser expressivo, consequência da posição da empresa de uma das maiores companhias do setor no mundo.

    No entanto, é possível verificar abaixo como o lucro da companhia oscilou bastante ao longo de tempo.

    Lucro Líquido Petrobras
    Lucro Líquido Petrobras – Fundamentus

    Isto se deve à natureza do setor em que a empresa atua, onde há fortes oscilações do preço de barril de petróleo.

    Além disso, os casos de corrupção na empresa afetaram muito a companhia durante o tempo.

    Resultados Petrobras
    Resultados Petrobras – Release da empresa

    O resultado negativo no ano de 2017 foi influenciado principalmente por os seguintes fatores:

    • Acordo para encerramento da Class Action, nos EUA, no valor de R$ 11.198 milhões.
    • Adesão aos programas de regularização de débitos federais, totalizando R$ 10.433 milhões.

    São ambos fatores não recorrentes, com o primeiro sendo ainda uma consequência direta da corrupção instituída na Petrobras ao longos de vários anos.

    Embora o resultado consolidado tenha sido negativo, ao analisar o resultado operacional da Petrobras é possível ver alguns pontos positivos.

    Em comparação a 2016, houve melhora no lucro operacional devido aos seguintes fatores:

    • Maiores exportações líquidas de petróleo, a preços mais elevados;
    • Menores gastos com pessoal;
    • Menores gastos com baixas de poços secos e ociosidade de equipamentos;
    • Ganho com a venda da NTS no 2T-2017;
    • Menores impairment e depreciação de ativos.

    Excluindo o acordo da Class Action, a Companhia apresentaria lucro líquido de R$ 7.089 milhões.

    Endividamento no balanço da Petrobras

    Endividamento Petrobras
    Endividamento Petrobras – Fundamentus

    A petrolífera brasileira atua em um setor que demanda muito capital.

    Os investimentos para realizar a extração do petróleo são extremamente altos, por isso, é importante prestar boa atenção ao endividamento no balanço da Petrobras.

    É possível perceber a escalada da dívida líquida recente da empresa, influenciado pelo menor faturamento Petrobras. Além da queda dos lucros da empresa.

    Dívida Petrobras
    Endividamento Petrobras – Release da empresa

    Embora o lucro operacional da Petrobras tenha sido satisfatório em 2017 o endividamento elevado da companhia segue presente e é um fator preocupante.

    Com decisões de investimentos duvidosas realizadas no passado a empresa se alavancou demais, e atualmente se dedica a reduzir este endividamento.

    No entanto, o mesmo ainda está em um patamar relativamente alto.

    Dívida é sempre um fator sensível e preocupante para empresas, pois sem o devido cuidado elas podem se tornar cada vez maiores e cada vez mais caras.

    Em um cenário extrema isto resulta em falência de empresas.

    O endividamento líquido atingiu R$ 280.752 milhões ou US$ 84.871 milhões, representando uma redução de 11% e 12%, respectivamente, em relação a 2016.

    Com isso o índice dívida líquida sobre EBITDA Ajustado aumentou para 3,67 em dezembro de 2017, após ter atingido 3,16 em final de setembro. Já a alavancagem reduziu de 55% para 51%, no ano.

    Além disso, a gestão da dívida possibilitou o aumento do prazo médio de 7,46 anos para 8,62 anos, simultaneamente à redução da taxa média de 6,2% a.a. para 6,1% a.a.

    É um patamar melhor do que a empresa já apresentou no passado mas ainda é preocupante.

    Resultados Petrobras – Conclusão

    Petrobras

    É inegável que a Petrobras vem tendo uma melhora operacional após anos sofrendo bastante com má gestão e corrupção.

    No entanto, por se tratar de uma empresa estatal é incerto se a gestão atual irá continuar no longo prazo e prever os rumos da empresa se torna tarefa árdua.

    Além disso, a Petrobras ainda apresenta um elevado endividamento.

    Por fim, o próprio setor que a companhia atua é um fator de incerteza em seu balanço.

    Os resultados da Petrobras dependem diretamente do preço do petróleo no mercado internacional, que por ser uma commodity, pode oscilar bastante.

    Por todos estes motivos citados o faturamento da Petrobras se torna um tanto quanto imprevisível no longo prazo. Para saber mais sobre a empresa leia o relatório gratuito que produzimos sobre a Petrobras.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Sergio Mendes 22 de maio de 2020

      Tiago, boa noite
      Achei interessante sua exposição
      Contudo, gostaria de saber de vc porque vemos em alguns veículos da imprensa que a Petrobras vinha tendo prejuízos até o final de 2017 e, apenas a partir de 2018, começou a apresentar resultados positivos. Contudo, os gráficos que vc demonstrou levou-me a outro entendimento
      abç

      Responder