Acesso Rápido

    Faturamento da Tim: Descubra por que o lucro da empresa estagnou

    Faturamento da Tim: Descubra por que o lucro da empresa estagnou
    Faturamento da Tim

    Você com certeza já ouviu falar na Tim, certo? O faturamento da Tim é composto por vendas no segmento de telefonia.

    Como a empresa detém um market share relevante, o faturamento da Tim costuma apresentar bons números.

    Suas ações estão listadas na bolsa de São Paulo (BM&FBOVESPA) e ADRs (American Depositary Receipts) listadas na NYSE (New York Stock Exchange).

    A Tim é presente no Novo Mercado da BM&FBOVESPA, reconhecido como nível máximo de governança corporativa.

    A empresa também faz parte também do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE).

    Mas quais são os serviços que fazem parte do portfólio da TIM?

    • Telefonia móvel,
    • Telefonia fixa
    • Acesso à internet via modem, tablet, celular, além da ultra internet fixa

    Todos estes pontos contribuem para a receita da Tim. A companhia também oferta serviços para pequenas, médias e grandes empresas.

    Justificativas do Faturamento da Tim

    Receita Líquida da Tim
    Receita Líquida da Tim – Release da empresa

    É notável, na imagem acima, como a receita da Tim é expressiva. A empresa teve, por exemplo, receita de R$ 16,00 Bilhões em 2017.

    Afinal, por que a receita líquida da Tim é tão grande?

    Pense nas companhias de telefonia do Brasil. Não são muitas, certo? Justamente por isto que a Tim consegue ter uma grande receita.

    Como a competição no setor não se dá através de muitos players, a Tim consegue captar um bom market share e com isto faturar alto.

    No entanto, existem outro fatos notórios sobre a imagem acima, quais seriam eles?

    O crescimento da receita entre 2008 e 2014 e queda da receita de 2014 até 2017.

    Crescimento (e queda) da Receita da Tim

    Market Share Tim
    Market Share Tim – Release da empresa

    Qual teria sido o motivo do crescimento da receita da Tim entre 2008 e 2014?

    A resposta é fácil, aumento da base de clientes, o que fica visível na imagem acima. O inverso ocorreu para o período de queda da receita.

    É interessante notar como embora a receita tenha crescido, o market share da Tim manteve-se relativamente estável.

    Ou seja, o crescimento do faturamento da Tim se deu pela sub-penetração no setor. Mas a empresa não foi capaz de elevar o market share e nem de elevar suas margens de rentabilidade no período.

    Conclusão sobre o faturamento da Tim

    TimA Tim, enquanto atuava em um setor sub-penetrado elevou sua receita de forma notável.

    No entanto, com a consolidação do setor a empresa passou a apresentar dificuldades.

    Inclusive relativas à market share, perda de margens, e queda dos lucros.

    A empresa concorre com players muito eficazes no setor, como a Vivo Telefônica, e não apresenta grandes vantagens competitivas.

    Ainda, a própria companhia reconhece que, em busca de preços menores, passou por uma queda na percepção de qualidade perante os clientes.

    A empresa busca agora uma nova posição no mercado, como forma de entregar mais qualidade e elevar seu preço, aumentando assim suas margens de lucratividade.

    Portanto, embora o faturamento da Tim seja expressivo, a empresa precisa executar sua estratégia de forma a demonstrar crescimento de lucro compatível com sua concorrente listada em bolsa. Assine a Suno e veja nossas análises de empresas altamente rentáveis e recomendadas para o investidor de longo prazo!

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *