Acesso Rápido

    Veja o Faturamento Cielo e os 3 destaques que o influenciaram no ano

    Você fez compras utilizando cartões de crédito ou débito? Se sim é muito que você contribuiu com o faturamento Cielo!

    O faturamento Cielo é bastante considerável e pode ser considerado um indicador da atividade do varejo brasileiro.

    O volume financeiro de transações da Cielo Brasil – sem considerar o produto Agro – totalizou esul$169,2 bilhões, o que representa um aumento de 8,7% em relação ao 4T16 e de 9,2% em relação ao 3T17.

    A receita operacional líquida da Cielo no quarto trimestre de 2017 totalizou R$ 3.037,2 bilhões (queda de 2,7% em relação ao 4T16 e aumento de 3,6% em relação ao 3T17).

    O Ebitda foi de R$1,37 bilhão, 1,3% inferior ao 4T16 e aumento de 6,2% em relação ao 3T17.

    Margem Ebitda de 45,4%, representando um crescimento de 0,6 ponto percentual em comparação com o 4T16 e de 1,1 ponto percentual em comparação ao 3T17.

    E o lucro líquido ajustado totalizou R$1.110,4 milhões no trimestre, superior em 2,9% quando comparado ao mesmo período de 2016 e 2,4% em relação ao 3T17.

    Justificativas Resultados da Cielo

    Faturamento Cielo
    Resultados Cielo – Release da empresa

    Muitos lojistas usam as famosas maquininhas da Cielo, por isto não é surpreendente que o faturamento da empresa tenha sido expressivo ao longo dos anos.

    É possível perceber que o quarto trimestre de 2017 não apresentou alteração no comportamento padrão do negócio, que ainda seguem pressionados por um cenário econômico desafiador.

    A receita líquida da Cielo Consolidada apresentou redução de 5,7% quando comparada a 2016.A diminuição da receita líquida da Cielo proveniente de captura, transmissão, processamento e liquidação financeira das transações realizadas com cartões de crédito e débito deve-se à redução do preço médio, este em virtude dos seguintes fatores:

    • Ambiente competitivo
    • Concentração em clientes do segmento Grandes Contas;
    • Crescimento da participação do produto débito

    Mesmo com uma representativa melhora nos últimos meses do cenário macro econômico a empresa não apresentou grande crescimento dos lucros.

    Mesmo com uma gestão que demonstra eficiência e com uma posição expressiva em seu setor, os resultados da Cielo vem sofrendo influência do cenário competitivo que começa a tomar o setor.

    Este cenário está exigindo da Cielo foco constante na disciplina de suas operações e algumas vezes a redução do preço, o que causa em quedas de margens.

    Endividamento da Cielo

    endividamento cielo
    Evolução do endividamento – Release da empresa

    Em relação ao endividamento da Cielo é possível perceber que existe uma redução gradual e contínua em seu patamar de compromissos desde 2015, quando a sua dívida líquida atingia o montante de pouco mais de R$ 12 bilhões.

    O final de 2017, conforme acima, a relação dívida líquida/Ebitda ajustado foi de 0,7x, patamar este que é bastante saudável e controlado para empresas de qualquer segmento.

    Esta redução mostra a capacidade muito boa da Cielo de se desalavancar rapidamente, isto só é possível pois a empresa possui uma excelente geração de caixa.

    Conclusão faturamento Cielo

    CieloNão há dúvidas que o faturamento Cielo é expressivo e que gestão da empresa exerce um ótimo papel no controle.

    No entanto, em virtude da competição exacerbada, o faturamento Cielo para frente se apresenta um tanto quanto imprevisível. Ilustra isto o fato de o ROE da empresa ter se reduzido de forma excessiva nos últimos anos.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *