Acesso Rápido

    Estratégia de Crescimento: Importante fator para se levar em consideração

    Estratégia de Crescimento: Importante fator para se levar em consideração

    Dentro de uma conjuntura econômica empresarial, a estratégia de crescimento de uma companhia precisa ser muito bem definida logo no momento de sua fundação.

    Muitos empreendedores e investidores, contudo, não se atentam de maneira relevante à estratégia de crescimento do negócio em questão, de modo que a estagnação se faz presente de maneira bastante intensa nesse tipo de cenário.

    Estratégia de Crescimento – Definição

    Muito presente em companhias denominadas como empresas de crescimento, uma estratégia de crescimento consiste em um plano adotado por uma companhia para que a mesma consiga, no período de tempo planejado, gerar significativos fluxos de caixa positivos e que aumentem a taxas significativamente mais intensas do que a economia global.

    Isto posto, uma empresa em crescimento tende se comportar de maneira que passe a ter oportunidades de reinvestimento muito interessantes para seus lucros acumulados.

    Assim, geralmente empresas que se encontram nessas características apresentar uma peculiar e temporária característica de pagar pouco ou nenhum dividendo aos acionistas enquanto estiverem exercendo a referida estratégia, optando, ao invés disso, em alocar a maior parte – ou até mesmo a totalidade – de seus lucros como investimentos na expansão de seus negócios.

    É interessante destacar, também que as empresas de crescimento criam valora seus acionistas ao continuaram a expandir os ganhos de maneira consistente, juntamente com os seus fluxos de caixa livre, ao passo que costumeiramente tendem a enfatizarem os gastos com pesquisa e desenvolvimento de seus produtos e/ou serviços.

    Não poderia deixar de ser comentado, também, que normalmente os investidores desses tipos de empresa que se encontram em fase de crescimento precisam estar cientes de que, pelo menos temporariamente, o crescimento dos dividendos pagos pelas mesmas não é uma prioridade de suas gestões, devido ao enorme foco na expansão das vendas e também na conquista e manutenção da liderança do seu segmento de atuação.

    Isto se faz real pois, em geral, as ações de crescimento pagam dividendos mais baixos do que as ações de valor devido ao seu foco em reinvestir os seus lucros no próprio negócio para que, assim, consiga ajudar a continuar impulsionando o crescimento das margens operacionais.

    Crescimento x Tecnologia

    A grande maioria das empresas em crescimento se encontra no setor de tecnologia, segmento este através do qual a inovação eficiente e os investimentos na expansão são comuns.

    Isto se faz verdade pois, neste segmento, as empresas de crescimento continuam a se concentrar em tecnologias inovadoras, crescimento de vendas e expansão em novos negócios e, por conta disso, investem fortemente em suas operações.

    Conclusão

    Conforme mencionado anteriormente, os investidores que se interessam por empresas de crescimento devem estar conscientes, de antemão, que o pagamento de dividendos no curto e/ou médio prazo, para essas companhias, não é uma prioridade em suas operações.

    Entretanto, em um horizonte de longo prazo – perfil de investimento este que sempre achamos mais realista para se levar em conta – é muito provável que, de acordo com a estratégia de crescimento dessas empresas, que as mesmas em algum momento convertam toda o seu esforço em aumentar suas participações no mercado em forma de remuneração a seus acionistas, o que remete ao fato de que, no longo prazo, investir em empresas denominadas como de crescimento pode ser, de fato, um excelente negócio.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *