Acesso Rápido

    Estabilidade financeira: como se planejar para alcançá-la?

    Estabilidade financeira: como se planejar para alcançá-la?

    Ter estabilidade financeira é o sonho de boa parte da população. Isso porque dificuldades em relação ao dinheiro afetam diversas outras áreas como saúde, relacionamentos e qualidade de vida.

    Mas a forma de alcançar esta estabilidade financeira pode não ser clara para todos. Afinal, há várias formas de alcançar esse objetivo como, por exemplo, o investimento em empresas pagadoras de dividendos.

    O que é estabilidade financeira?

    Estabilidade financeira é a segurança de manter a mesma renda independente do cenário econômico, político e do mercado de trabalho. Em resumo, é não ter medo de perder toda sua renda da noite para o dia e, com isso, enfrentar sérios problemas com dinheiro, chegando até mesmo ao superendividamento.

    Um mito popular na sociedade brasileira é que a segurança financeira só pode ser conseguida por meio de um emprego público. Isso porque os funcionários do Estado têm estabilidade em seus empregos após três anos de atividade.

    Planilha de Orçamento Familiar

    Como anda a organização das suas contas? Baixe gratuitamente nossa planilha de Orçamento Familiar e melhore o planejamento financeiro da sua família!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Com isso, o número de pessoas que se dedicam unicamente a estudar para passar em concursos é grande.

    Porém, esta não é a única forma existente para alguém atingir a estabilidade financeira. Com o planejamento e execução adequados, é possível conseguir esse objetivo independentemente de uma carreira estatal.

    Dicas para alcançar a estabilidade financeira

    Algumas dicas podem ajudar no processo para atingir a estabilidade financeira. São elas:

    1. Organizando-se financeiramente

    A independência financeira demanda comprometimento e organização É muito comum pessoas que não sabem para onde o seu dinheiro vai ao longo do mês. Então, antes de qualquer outra coisa, é preciso conhecer seus ganhos e gastos.

    Vale a pena utilizar aplicativos e planilhas de controle financeiro para isso. Nela, é preciso inserir todos os dados sobre valores recebidos e gastos.

    2. Pagando as dívidas o mais rápido possível

    Após descobrir quais são os principais gastos, deve-se levantar os dados sobre as dívidas. Isso inclui valores, parcelamentos, juros e multas por atraso.

    Com isso em mãos, é hora de observar quais são as mais caras e quais podem ser quitadas imediatamente. Isso porque, quanto antes forem pagas, menos juros incidirão sobre elas, evitando que o débito aumente ainda mais.

    Lembrando que, dependendo da taxa de juros, valerá a pena fazer a consolidação de dívidas e trocar uma série de débitos caros por um único e mais barato.

    3. Gastando menos e melhor

    Todo mundo tem um ponto fraco na vida financeira, no qual acaba perdendo o controle do orçamento. Alguns gostam de comprar roupas, outros de comer fora e há ainda quem gaste todas as suas economias em viagens.

    Mas quem deseja estabilidade financeira precisará aprender a controlar o conjunto dos gastos para realmente se tornar estável financeiramente.

    Isso não quer dizer que não será mais possível fazer o que se gosta. Apenas que será preciso pensar em compensações. Talvez, trocar um gasto grande por um menor. Por exemplo, quem gosta de sair pode eduzir o número de passeios e chamar os amigos para uma festa em casa. Há opções, cabe a cada um encontrar a melhor para si.

    4. Criando uma reserva de emergência

    Neste ponto, no qual está se construindo a independência financeira, deve-se começar a organizar a sua reserva de emergência – caso ainda esta etapa não tenha sido feita.

    E o valor para essa reserva varia de acordo com a pessoa. Isso porque ela costuma ser pensada em meses. Conhecendo sua realidade financeira, cada um sabe de quanto dinheiro precisa para passar um mês sem aperto. Logo, deverá juntar uma quantia suficiente para passar pelo menos seis meses sem entrada de nenhum recurso.

    5. Fazendo investimentos

    Após estruturar a reserva de emergência, é o momento do investidor começar a fazer dinheiro trabalhar para si.  Neste momento, o ideal é escolher os objetivos de médio e longo prazo. Um objetivo de médio prazo pode ser uma viagem e o longo prazo a aposentadoria.

    Dessa forma, escolher os investimentos mais adequados para cada uma das metas pode ser uma medida adequada na decisão dos ativos.

    Foi possível saber mais sobre estabilidade financeira? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

    Gabriela Mosmann
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *