esg
Por: Tiago Reis

ESG: conheça essa sigla e como ela impacta o mercado financeiro

Preocupações com o ambiente, o social e a governança corporativa (ESG) podem conduzir o futuro próximo do mercado financeiro, não só no Brasil, mas no mundo.

Por isso, é fundamental compreender o que é o ESG, no que consiste essas 3 letras e quais os impactos que pode haver no mercado financeiro.

O que é ESG?

ESG é a sigla para Environmental, Social and Corporate Governance, que pode ser traduzido como ambiente, social e governança corporativa.

Essas três palavras possuem uma extrema importância no mercado financeiro e prometem ganhar ainda mais espaço no mundo corporativo futuro.

E-book: Investir em Fundos de Investimento

Baixe gratuitamente nosso ebook aprenda como escolher e investir nos melhores Fundos de Investimento do mercado.

Portanto, o termo ESG foi cunhado no mercado financeiro como uma série de padrões que devem ser adotados pelas empresas para que possam atrair investimentos de investidores socialmente conscientes.

A bolsa, além de um lugar onde o capital é investido com maior rentabilidade, pode ser um espaço para investimentos diretos em empresas que, além de lucrativas, possam contribuir com um desenvolvimento social e, consequentemente, um aumento de bem-estar social.

Qual a importância do ESG?

O critério ESG traz, ao menos, 3 grandes pilares explicitamente: o ambiente, o social e a governança corporativa.

Alinhado esses 3 pontos, de acordo com o critério, é possível verificar se a empresa é, além de financeiramente saudável e lucrativa, socialmente e ambientalmente consciente.

Por isso, é interessante conhecer cada um dos pilares do ESG:

  • E: representa evironment, ou o ambiente. Avalia a performance da empresa como responsável pelo meio ambiente e pela garantia da sustentabilidade nas suas operações;
  • S: representa o social. Analisa como a empresa gerencia o relacionamento com seus colaboradores, fornecedores, clientes e toda a comunidade em que opera;
  • G: representa a corporate gorvernance, ou governança corporativa. Lida com a liderança da empresa, auditorias, remuneração dos executivos e direitos dos sócios e acionistas.

Caso uma companhia seja bem avaliada nos 3 critérios, pode-se dizer que ela é aprovada no critério ESG e representa uma maior segurança para a sociedade e, até mesmo, para o capital de possíveis investidores.

O ESG é um ótimo critério para avaliar companhias, principalmente daqui para a frente. Quer saber mais sobre como analisar uma ação? Então baixe o Ebook Como Analisar uma Ação da Suno Research.

Como investir em ESG?

Atraídos pela ideia de investimento em empresas social e ambientalmente mais responsáveis, muitos se perguntam como investir em ESG.

Primeiramente, é necessário conhecer as companhias listadas na bolsa que atendem aos critérios ESG.

Para isso, é possível utilizar os indicadores de sustentabilidade da B3, que possuem em suas carteiras teóricas as companhias listadas na bolsa que atendem aos critérios ambientais, sociais e de governança corporativa.

Entre os principais índices ESG da B3, estão:

Além da relevância analítica fornecida por esses indicadores, o investidor ainda tem a opção de investir diretamente na rentabilidade de cada um desses índices.

Isso porque a bolsa de valores brasileira, a B3, disponibiliza ETFs atrelados a cada um dos índices ESG supracitados.

Portanto, para quem quer adotar o esg investing, além de poder utilizar os índices para escolher as melhores ações de companhias socialmente responsáveis, é possível investir em ETFs com base nos critérios ambientais, sociais e de governança corporativa.

Vale ressaltar que também estão surgindo alguns fundos ESG com uma estratégia semelhante a esses ETFs.

Investindo em Fundos Imobiliários

Vantagens das empresas ESG

Por ser uma tendência internacional, as companhias que atendem aos critérios tendem a apresentar algumas vantagens para os investidores.

Por isso, é importante que o investidor entenda as vantagens das empresas ESG, assim como os fatores que tornam prováveis o crescimento e a consolidação das companhias ESG em um futuro próximo.

  • Competitividade de longo prazo;
  • Investimento socialmente positivo;
  • Mais fundamentos para aplicação.

Competitividade de longo prazo

O importante conceito econômico é o das externalidades, que são os efeitos sociais, ambientais e financeiros resultantes de alguma atividade econômica.

Por isso, a tendência é que, no longo prazo, empresas ambiental e socialmente irresponsáveis sejam tiradas do mercado pelos próprios consumidores, considerando, além da qualidade do produto e o preço, os impactos que determinado bem ou serviço gera na sociedade.

Mais fundamentos para aplicação

Normalmente, para analisar uma ação, são utilizados critérios financeiros, como o nível de endividamento da empresa, além da capacidade de geração de resultados da companhia.

No entanto, com o conceito e critério introduzido pelo ESG, outros fatores podem ser introduzidos na análise.

Principalmente para o longo prazo, os critérios sociais, ambientais e de governança corporativo tendem a ser cada vez mais fundamentais.

Minicurso: Valuation e Precificação de Ativos

Inscreva-se no nosso minicurso gratuito de Valuation e aprenda os principais conceitos sobre como avaliar ativos e empresas do jeito certo!

Qual futuro das empresas que não são ESG?

Alguns especialistas do mercado financeiro, estrangeiros ou brasileiros, defendem que no longo prazo as empresas que não forem ESG serão excluídas do mercado.

Existe uma expectativa que os próprios investidores, como consumidores, tenderão a optar por empresas ESG.

Isso pode ser justificado por diversos fatores, como a tendência ao maior consumo de empresas com práticas sustentáveis.

Até mesmo os grandes empresários e investidores institucionais devem apresentar preferências por sustentabilidade empresarial.

Afinal, com uma boa governança corporativa, é possível entender que a empresa terá capacidade de arcar com as suas responsabilidades perante aos sócios e seus investidores.

Portanto, com tantas vantagens relacionadas à sociedade, aos investidores, consumidores e, até mesmo, grandes empresários, é possível acreditar que existe um futuro prospero para o critério ESG, assim como para as empresas que atendem esse critério.

Esse artigo te ajudou a entender o que é ESG? Deixa dúvidas e comentários no espaço abaixo.

Telegram Suno
Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

3 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Mateus Cypriano 20 de agosto de 2020

    Ótimo texto 👏🏻👏🏻👏🏻
    Me vem à mente as palavras que o CEO da Black Rock disse no evento ‘Xp expert’. O futuro das empresas é a sustentabilidade, é se preocupar com algo a mais além do lucro líquido.

    Responder
  • Débora 3 de setembro de 2020

    Muito esclarecedor. Grande Tiago, parabéns.

    Responder
    • Suno Research 4 de setembro de 2020

      Olá, Débora! Tudo bem?
      Muito obrigado! Ficamos felizes em ajudar.
      Atenciosamente, Equipe Suno.

      Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

208 artigos
Ações

FIIs

58 artigos
FIIs
kisspng-warren-buffett-business-stock-nebraska-sales-warren-buffett-5b5ea4d6586671.9006389715329292383621

eBook Gratuito

Invista Como
Warren Buffett

Aprenda a usar a estratégia do Value Investing, usada pelo maior investidor do mundo!

Group 285

NÃO VÁ EMBORA AINDA..

O portal que vai te ajudar a começar
a investir.

Todos os conteúdos gratuitos 
da Suno em um só lugar!